Times
Investimentos

3R Petroleum (RRRP3) divulga bons resultados referentes a agosto e é “a companhia mais barata do setor”, segundo analista; veja o potencial de crescimento da ação

Analistas da Empiricus aprovam números da produção de agosto e veem valor justo de RRRP3 quase 90% maior que o atual

Compartilhar artigo
Autor
Juan Rey
Data de publicação
22 de setembro de 2022
Categoria
Investimentos
3R Petroleum Petróleo
Imagem: Freepik

Depois de divulgar números animadores referentes à produção de petróleo no mês de agosto, a 3R Petroleum (RRRP3) segue sendo “a companhia mais barata do setor”, segundo o CEO da Empiricus, Felipe Miranda.

A ação é recomendada em três séries da casa: Carteira Empiricus, Palavra do Estrategista e Microcap Alert.

Com crescimento constante na produção e expectativa ainda maior para os próximos anos, os analistas da série Microcap Alert definem o valor justo da ação da 3R em R$ 74,00, um aumento de 88,2% em relação aos R$ 39,33 que registrou no fechamento de mercado da última quarta-feira (21). 

A produção da 3R em agosto saltou para 16,2 mil barris equivalentes por dia (boed), alta de 33% na comparação com o mês de julho e mais de 80% na comparação com janeiro deste ano.

Boa parte da melhora é proveniente de campos que acabaram de ser incorporados ao portfólio, como o caso da Fazenda Belém e o offshore Peroá, responsáveis por 27% do crescimento. 

Os novos pólos ajudaram a reduzir a dependência de Macau, que vinha sendo um problema para a companhia por conta da produção muito abaixo do 1T22 devido a problemas de fornecimento de energia.

No primeiro trimestre do ano, Macau era responsável por 63% da produção. Agora, com a incorporação dos novos campos, a participação do polo caiu para 32%.

A 3R também apresentou aumento de produção em quase todos os outros polos em agosto, como Areia Branca (+5%), Rio Ventura (+24%) e Recôncavo (+8%).

Produção deve crescer ainda mais até o final do ano

A visão positiva dos especialistas com relação a ação vem do crescimento orgânico da companhia que, apesar de menos representativo que o inorgânico, alcançou 6 pontos percentuais – um aumento de 700 barris equivalentes por dia (boed) na produção total.

A resolução dos problemas de medição no Polo Macau, ainda no próximo trimestre, deve adicionar mais 1,5 mil boed a produção. 

A empresa também está concluindo a aquisição dos Polos Pescada (100%) e Papa-Terra (43%), que devem ser incorporados tão logo o acordo com a Petrobrás for selado. Com isso, é esperado a adição de outros 4 mil boed ainda neste ano.

“A companhia segue trilhando um caminho consistente para atingir o objetivo de 23 mil barris equivalentes por dia no final do ano, alta de 5,8 mil boed em relação ao que apresentou em agosto”, escreveu Felipe Miranda no último relatório da série Carteira Empiricus.

Apesar disso, o sócio-fundador da Empiricus, Rodolfo Amstalden, vê a necessidade de a 3R buscar ainda mais campos de petróleo para contribuir tanto no aumento da produção quanto na diversificação.

“A diversificação torna a produção consolidada da 3R muito menos vulnerável a problemas específicos em qualquer um de seus campos, o que também ajuda a reduzir parte dos descontos de execução que ainda existem sobre os papéis”, apontou.

Modelo da 3R é favorável mesmo em situações adversas

A 3R foi fundada em 2014 com foco em redesenvolvimento de campos maduros, com reservas provadas de petróleo e gás localizadas em terra e em águas rasas.

Os campos maduros são aqueles que já passaram pelo pico de produção e estão em fase de declínio. Através de investimentos, a empresa faz com que a viabilidade econômica dos pólos seja ampliada.

A 3R atua na etapa de exploração e produção do petróleo, embora tenha o foco principal na produção. Atualmente, a empresa é a terceira maior produtora do combustível fóssil em terra do Brasil, atrás somente de Petrobrás e Eneva.

Por focar em ativos com custo de extração baixos, os polos da 3R são capazes de ser rentáveis mesmo quando os barris de petróleo estão sendo vendidos a preços mais baixos, o que é considerado um trunfo para a empresa.

Leia também: