Times
Investimentos

3R Petroleum (RRRP3) divulga produção acima das expectativas em setembro; Polo Papa-Terra se recupera e é destaque

Depois de ser o principal detrator dos dados de agosto da 3R, Polo Papa-Terra se recupera e expande produção em 69%

Compartilhar artigo
Data de publicação
4 de outubro de 2023
Categoria
Investimentos
3R Petroleum RRRP3
Imagem: Divulgação/3R Petroleum

Ontem (3), após o fechamento do mercado, a 3R Petroleum (RRRP3) divulgou sua produção do mês de setembro, que veio marginalmente melhor que nossa expectativa.

A companhia extraiu um total de 44,4 mil barris de óleo equivalente por dia (boe/d), crescimento mensal de 11%. A operação de Papa-Terra, detrator da produção no mês anterior, normalizou-se, sendo responsável pela maior parte desse crescimento.

O Cluster Potiguar registrou crescimento mensal de 5%, para 25,6 mil boe/d. O Polo Macau (+13%) puxou essa alta, após a conexão de poços perfurados à rede de produção, atingindo o patamar de 7,0 mil boe/d – aproximando-se da promessa da companhia para o ano, de chegar a 7,5 mil boe/d em Macau.

O Cluster Recôncavo também teve uma alta, de de 2%, para 7,7 mil boe/d. Aqui, os resultados das campanhas de revitalização do ativo mais que compensaram a queda na demanda por gás no país durante o mês, um ponto positivo.

Já o Polo Peroá viu sua produção ter uma pequena queda, de 3%, para 3,0 mil boe/d. Isso se deve à referida redução na demanda de gás, o que se refletiu no menor volume vendido à ES Gás, compradora da produção do ativo. Essa redução não nos preocupa, dada a menor representatividade do ativo para a companhia.

  • SAIBA MAIS: A Empiricus Research liberou +100 relatórios gratuitos para você buscar lucros na bolsa: são as 10 melhores ações do mês, top 5 ações para buscar dividendos, os melhores fundos imobiliários do mês, carteira internacional com 5 BDRS e muito mais; acesse aqui

3R: Polo Papa-Terra aumentou produção em 69% em setembro

Por sua vez, o Polo Papa-Terra, destaque positivo do mês, produziu 8,0 mil boe/d, expansão mensal de 69%. Isso decorre da maior estabilidade da operação no mês, após as intervenções corretivas do mês passado, o que vemos como positivo.

Olhando à frente, esperamos que o ativo estabilize sua produção gradualmente, mas com prováveis oscilações no meio do caminho, devido às intervenções necessárias para continuar revitalizando a operação.

No todo, consideramos que setembro foi um mês positivo para a companhia, que fechou o 3T23 com uma produção média de 42,7 mil boe/d, 50% maior que o trimestre anterior. Esse aumento de produção, aliado a um Brent mais valorizado, apontam para um bom resultado do 3T23, que a 3R Petroleum (RRRP3) deve divulgar em novembro.