Times
Investimentos

Banco ABC (ABCB4) apresenta resultados de ‘gente grande’ no 3T22; análise

Banco apresenta resultados de qualidade referentes ao 3T22; margem financeira cresce 41% na comparação anual

Compartilhar artigo
Data de publicação
4 de novembro de 2022
Categoria
Investimentos
Banco ABC ABCB4
Imagem: Divulgação/ABC

O Banco ABC (ABCB4) apresentou, na manhã desta sexta-feira (4), resultados de muita qualidade relativos ao terceiro trimestre de 2022 (3T22).

Na comparação com o 3T21, a margem financeira evoluiu +41%, para R$ 538 milhões. Além do patrimônio líquido remunerado por um CDI mais elevado, essa linha também foi impactada positivamente por um incremento de 11% na carteira de crédito. Aliás, vale a pena mencionar o aumento de quase +50% da carteira do segmento middle, que tem maiores margens e tem sido a grande avenida de crescimento.

Mesmo com a piora das condições macro e aumento dos empréstimos, a inadimplência total recuou para 0,3% da carteira, queda de -0,1 ponto percentual na comparação com o 2T22 e -0,9 p.p. Com relação ao 3T21. 

Conservadorismo ajuda a superar cenário macro

Mesmo com essa boa performance e com um índice de cobertura de mais de 600%, o Banco ABC optou por aumentar ainda mais as provisões no período, o que atrapalhou um pouco os resultados, mas deixa o balanço ainda mais seguro para enfrentar uma possível piora das condições macro nos próximos trimestres. Gostamos desse conservadorismo do banco. 

As receitas de serviços também mostraram boa evolução ao atingir R$ 122 milhões, com crescimento de +25% na comparação com o 3T21, ajudadas principalmente pela nova linha de corretagem de seguros e pelo Banco de Investimentos, que se aproveitou de um mercado propício para emissão de dívidas no trimestre.

Como temos comentado há algum tempo, toda essa expansão de carteira e serviços tem um alto custo inicial, com grandes investimentos em T.I., estrutura e pessoal, mas que tendem a ser recompensados em um período de 12 a 24 meses. Por ora, as receitas têm crescido bastante, mas as despesas têm aumentado ainda mais, o que levou o índice de eficiência para 38,7% (ante 33,3% no 3T21) e acabou freando o crescimento dos lucros no período. 

Mesmo assim, o lucro líquido atingiu R$ 218 milhões,  +44% maior do que no 3T21 e +8% acima do 2T22. 

O ROE (retorno sobre o patrimônio líquido) chegou a 17,5% no trimestre, patamar bem mais elevado do que os 13,4% apresentados no 3T21 e quase 1 ponto percentual acima do 2T22. 

ABCB4 segue com valuation atrativo

O Banco ABC tem apresentado boa melhora de resultados nos últimos trimestres, mesmo com um enorme conservadorismo e pesados investimentos atrapalhando um pouco as margens.

Mesmo depois de subir quase 50% no ano, ABCB4 segue negociando por múltiplos atrativos (6 vezes lucros e abaixo do seu valor patrimonial), o que faz dele um dos nossos nomes preferidos na série Microcap Alert.