Times
Investimentos

Conheça a ação brasileira que ‘replicou’ a rentabilidade da carteira do lendário Warren Buffett nos últimos 16 anos

A ação rendeu mais de 2.500% desde que foi listada em Bolsa, em 2006; agora, o ativo aparece em situação oportuna para ser incluído na carteira

Isabelle Santos

Por Isabelle Santos

26 de janeiro de 2023, 11:25

Warren Buffet Berk34 Berkshire

O lendário Warren Buffett, de 92 anos, é conhecido como um dos maiores investidores que existem. Sexto homem mais rico do mundo, ele fez fortuna investindo em ações por meio da empresa da qual é presidente, Berkshire Hathaway.

O Oráculo de Omaha, como foi apelidado, é exemplo para muitos investidores, afinal, ele tem uma carteira que acumula uma rentabilidade média de 20% ao ano, nas últimas cinco décadas

Um dos “segredos” de Buffett é aplicar o conceito de value investing. Isto é, investir em empresas sólidas, com retornos consistentes, que estão sendo negociadas com por um preço abaixo do considerado justo. Em outras palavras, que estão baratas. 

Segundo o CEO da Empiricus Research, Felipe Miranda, diante do momento de incerteza político-econômica, esse conceito deve nortear as carteiras dos investidores em 2023. 

Por isso, entre os ativos selecionados pelo analista para este ano está uma ação brasileira que “replicou” o rendimento da carteira de Warren Buffett

Trata-se de uma empresa com negócio resiliente, cuja ação rendeu em média 22,5% ao ano nos últimos 16 anos

Uma ação ‘replicou’ a rentabilidade de Buffet nos últimos anos

A ação brasileira que conseguiu entregar um retorno semelhante à carteira de Warren Buffett nos últimos 16 anos é uma empresa que, na visão de Felipe Miranda, é uma das melhores alocadoras de capital do Brasil. 

Esta empresa é a primeira multi-utilities do Brasil. Entre os ramos de atuação da companhia, estão a transmissão e distribuição de energia elétrica, saneamento, telecomunicações e energia renovável.

O negócio desta empresa tem uma boa previsibilidade e estabilidade de receita. Alguns fatores contribuem para isso, o primeiro deles é o fato de que, em sua maioria, esta companhia presta serviço ao público por meio de contratos de longo prazo.

Além disso, em um cenário de crise, estas provavelmente seriam as últimas despesas que um indivíduo deixaria de pagar. Afinal, estamos falando de serviços essenciais como água e luz.

Por esse motivo, a ação tem um histórico de retornos sólidos desde o seu IPO em 2006. Veja o gráfico abaixo: 

Perceba que mesmo em momentos de crise, como em 2016, na maior recessão do Brasil, e em 2020, no auge da pandemia, a ação continuou tendo um desempenho muito acima do Ibovespa. 

Na prática, desde o seu IPO em 2006 a ação já entregou um retorno de mais de 2.500%, ou seja, uma média de 22,5% ao ano em 16 anos. Por isso dizemos que esta ação “replicou” a carteira de Warren Buffett. 

SAIBA QUAL AÇÃO ‘REPLICOU’ A RENTABILIDADE DA CARTEIRA DE WARREN BUFFETT 

E é por isso que esta ação está entre as principais escolhas dos investidores institucionais. Ou seja, os “peixes grandes”, investidores que têm muito capital, têm essa ação na carteira. 

Assim, já dá para imaginar que uma ação que sozinha entregou a mesma rentabilidade da carteira do Buffett nos últimos 16 anos não passa despercebida. Logo, é raro encontrar um bom ponto de entrada (compra). 

Oportunidade rara para comprar a ação

Segundo Miranda, “a História nos trouxe poucas chances de comprar essa companhia espetacular por um preço barato” e hoje, estamos diante de uma dessas oportunidades raras da bolsa. 

Avaliando o múltiplo Preço sobre Lucro (P/L) estimado para os próximos 12 meses, o analista avalia que a ação está com um desconto de 20% em comparação com a sua média histórica. 

Contudo, não houve nenhuma alteração em seu negócio. Ou seja, ela continua sendo uma empresa resiliente, com receitas previsíveis.

“Ao longo da história, sempre que vimos esses níveis de preço, apuramos uma performance muito positiva das ações nos 18 meses à frente”, comenta Miranda. 

Por isso, ele recomendou esta ação aos assinantes da série “Palavra do Estrategista”, cuja carteira teórica já rendeu 353,84%, desde a sua criação, em 03/09/2015. 

Em geral, apenas assinantes têm acesso às recomendações do analista. Contudo, a Empiricus Investimentos está oferecendo como cortesia o acesso gratuito ao relatório que revela o nome da ação que “replicou” a rentabilidade da carteira do Warren Buffett.

Ou seja, você pode ter acesso a esta recomendação sem ser assinante e de graça. Para isso, basta clicar no link abaixo e seguir as instruções: 

Isabelle Santos

Sobre o autor

Isabelle Santos

Comunicóloga formada pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). É redatora do Money Times, Seu Dinheiro e Empiricus.