Times
Investimentos

Especialista da Empiricus Research que ‘previu’ alta do Bitcoin faz outras recomendações para 2024; confira

Rali do Bitcoin pode beneficiar outras moedas e gerar lucros milionários

Compartilhar artigo
Data de publicação
7 de dezembro de 2023
Categoria
Investimentos
Ciclo pré-halving do Bitcoin talvez seja o último para a pessoa física sair na frente do investidor institucional; entenda por que etf
Imagem: Freepik

O desempenho do Bitcoin tem impressionado os investidores há algum tempo: só nos últimos 6 meses, a criptomoeda já valorizou mais de 61%. No ano, a alta já alcança 145%.

Agora, o Bitcoin acaba de atingir um novo recorde, superando os US$ 40 mil nesta semana e registrando sua nova máxima no ano, aos US$ 44.076,20.

Mas o que chama atenção é que o especialista em criptomoedas Paulo Camargo, da Empiricus Research, “previu” esta alta apenas 3 dias antes de sua concretização. 

Enquanto comentava as perspectivas para o mercado de criptoativos neste fim de ano no podcast CryptoCast do dia 1º de dezembro, Paulo afirmou:

“Eu ainda sigo firme e forte na minha ‘previsão’ (…): Acima dos US$ 40 mil até o fim do ano. (…) Estou otimista nesse cenário.”

No dia em que Paulo fez sua previsão, o BTC fechou o dia custando US$ 38.688,20. Desde então, a criptomoeda já valorizou quase 14%, em apenas 4 dias.

E essa não é a única boa notícia para os investidores de criptomoedas. Os especialistas da Empiricus Research estão divulgando uma lista de recomendações para 2024, já que as perspectivas para o ano que vem são bem positivas.

A seguir, vou explicar isso melhor.

Por que os especialistas da Empiricus Research estão tão otimistas?

Os dois principais motivos que explicam o otimismo dos especialistas em criptomoedas são:

  • O halving, que se aproxima;
  • A possível aprovação do ETF da BlackRock;
  • A expectativa de queda de juros nos EUA.

O halving, é claro, é um velho conhecido dos investidores do mercado cripto, mas vale uma breve explicação para deixar todo mundo na mesma página.

O halving é um mecanismo que fabrica escassez para o Bitcoin, reduzindo pela metade a emissão de criptomoedas a cada 4 anos, aproximadamente. 

Historicamente, isso tem garantido altas nos preços do BTC. O preço começa a subir um pouco antes do halving, e dispara quando a produção de novas criptomoedas é cortada pela metade.

As altas recentes do Bitcoin, portanto, podem ser parcialmente explicadas pela antecipação do halving, que deve acontecer em abril de 2024.

Mas esse não é o único fator que contribui para a escalada dos preços do Bitcoin.

Outro ponto importante é a expectativa pela aprovação do ETF de criptomoedas da BlackRock, maior gestora de ativos dos EUA.

ETF significa Exchange Traded Fund. Trata-se de um fundo negociado em bolsa de valores. 

Ou seja, com a aprovação do ETF pela “CVM dos Estados Unidos”, será possível se expor ao Bitcoin diretamente na Bolsa americana.

Não preciso nem dizer que esse pode ser um gatilho importante para os preços da criptomoeda, certo?

Afinal de contas, um ETF de Bitcoin na maior economia do mundo ampliaria bastante o acesso à criptomoeda, principalmente por parte de investidores institucionais – que costumam investir valores altíssimos e terão um canal mais apropriado para tal.

O mercado está confiante de que o ETF será aprovado no começo do ano que vem. Ou seja, esse é um bom momento para investir e esperar as valorizações.

Mas ainda há mais um ponto a favor da valorização do Bitcoin e de outras criptomoedas.

O mercado já está contando com a queda dos juros dos Estados Unidos no primeiro semestre do ano que vem.

Isso por si só já é uma boa notícia para os ativos de risco, conforme a renda fixa americana se torna menos atrativa e o prêmio de risco de outros investimentos fica maior.

Mas não é só isso: dados também mostram que o Bitcoin reage bem a ambientes de política monetária mais frouxa, o que indica que a criptomoeda deve se favorecer pela futura queda nos juros americanos.

Ou seja, o futuro parece brilhante para o Bitcoin daqui para frente. Mas ele não é a única criptomoeda capaz de se beneficiar desses fatores.

E, definitivamente, ele não é a criptomoeda que pode dar mais lucro nesse processo.

QUAIS AS MELHORES CRIPTOMOEDAS PARA INVESTIR EM 2024? DESCUBRA AQUI

Não é só o Bitcoin: essas criptomoedas podem disparar em 2024

Por mais que o Bitcoin seja a criptomoeda mais conhecida e procurada pelos investidores, ele não é a única opção de investimento para buscar lucro nesse mercado.

Na verdade, é possível presenciar valorizações ainda mais impressionantes nas chamadas “altcoins” – criptomoedas menores, pouco conhecidas, com mais espaço para crescer e colocar dinheiro no bolso dos investidores.

E a história fica ainda melhor quando lembramos que o Bitcoin condiciona as altas dessas moedas menores. 

Ou seja, conforme o BTC valoriza, ele “puxa” outras criptomoedas consigo. Esse é um fenômeno bem conhecido, que costuma acontecer antes do halving. Foi assim que valorizações como essas foram possíveis:

Valorização da AAVE. Fonte: TradingView; Período de 11/07/2020 a 18/05/2021

Valorização da ChainLink. Fonte: TradingView; Período de 27/05/2019 a 10/05/2021

E é claro que valorizações passadas não são garantia de lucros futuros. Mas esses exemplos deixam claro o potencial dessas moedas menores, não acha?

Para buscar lucros como esses, só é preciso estar bem posicionado nas moedas certas. E é aí que entra Paulo Camargo e a equipe de especialistas de criptoativos da Empiricus Research.

Paulo, que “preveu” que o Bitcoin alcançaria os US$ 40 mil antes do fim de 2023, agora está prevendo que diversas altcoins podem decolar em 2024.

Ele elaborou uma lista de altcoins para investir e buscar lucros milionários no ano que vem, e vai explicar melhor essa história em uma transmissão gratuita.

Para fazer sua pré-inscrição e garantir seu lugar na live, é só clicar no link abaixo. Essa é a sua chance de mudar sua vida financeira em 2024, e o primeiro passo não te custa nem um centavo.

Se eu fosse você, não ficaria de fora.