Times
Mercado

Value Investing: entenda como funciona esse método de investimento

O value investing aposta na subvalorização de um ativo com foco no crescimento a longo prazo. Saiba como aplicar o value investing na hora de investir.

Por Equipe Empiricus

4 de agosto de 2023, 16:25

Imagem para representar o value investing, uma estratégia de investimento que se baseia na busca por ações que estejam subvalorizadas no mercado.

O value investing é uma das principais estratégias de investimento do mercado de renda variável, amplamente reconhecido como uma abordagem segura e eficaz para investidores de longo prazo da bolsa de valores.

Estratégia preferida do lendário investidor Warren Buffett, o value investing consiste na busca por ações subvalorizadas, ou seja, aquelas que estão sendo negociadas abaixo de seu valor intrínseco real. 

O que é Value Investing?

Value investing, ou investimento em valor, é uma estratégia de investimento que se baseia na busca por ações que estejam subvalorizadas no mercado. A ideia central por trás dessa estratégia é adquirir ações por um preço inferior ao seu valor intrínseco, ou seja, ao valor real da empresa e de seus ativos. 

Essa abordagem difere do investimento em crescimento, que se concentra em empresas com perspectivas de crescimento rápido, mesmo quando as ações estão com preços elevados. No contexto do value investing, considera-se que o mercado financeiro nem sempre precifica corretamente as companhias.

Assim, os investidores podem identificar ações cujo preço atual está abaixo do seu verdadeiro valor. Essa “subvalorização” pode ocorrer por diferentes motivos, como um desempenho financeiro recente inferior ao esperado, incertezas momentâneas ou um pessimismo geral do mercado em relação ao setor ou à economia como um todo.

Diferença entre Value Investing e Growth Investing

Tanto o value investing como o growth investing são estratégias válidas para o mercado financeiro, mas a principal diferença está na abordagem de seleção de ações. O value investing concentra-se em encontrar ações subvalorizadas no mercado, com a expectativa de que seu preço se ajuste ao longo do tempo. 

o growth investing envolve a busca por empresas com alto potencial de crescimento de receita e lucros, mesmo com os preços já altos. Ou seja, o value investing se concentra em encontrar oportunidades de valor, enquanto o growth investing busca empresas com perspectivas de crescimento acelerado.

Como funciona o Value Investing?

O value investing é uma estratégia de investimento com foco no longo prazo, que busca identificar ações subvalorizadas no mercado. Ou seja, ao identificar as ações subvalorizadas, os investidores acreditam que, no longo prazo, o mercado irá reconhecer o valor real da empresa, impulsionando o preço das ações e gerando lucros significativos.

O objetivo principal é comprar ações com desconto em relação ao seu valor intrínseco e aguardar pacientemente até que o mercado ajuste seu preço, o chamado “buy and hold”. Dessa forma, a tendência é de que, ao longo do tempo, a ação reflita a verdadeira qualidade e valor da companhia. 

Tipos de Value Investing

Existem duas abordagens populares dentro do value investing: o deep value investing e o high quality investing. Essas variações têm suas características distintas, mas compartilham o objetivo comum de buscar oportunidades de investimento com base na avaliação criteriosa do valor das empresas.

Deep Value Investing

O deep value investing se concentra em ações que estão sendo negociadas a preços significativamente abaixo do seu valor intrínseco. Nessa estratégia, os investidores buscam empresas com problemas temporários, distorções de mercado ou desafios financeiros que tenham levado suas ações a serem precificadas para “baixo”.

Os investidores de deep value investing realizam uma análise detalhada dos fundamentos da empresa, levando em conta fatores como ativos tangíveis, fluxo de caixa, balanço patrimonial e perspectivas de recuperação. 

Dessa forma, acreditam que, mesmo que a situação atual da empresa seja desfavorável, o mercado está subestimando seu valor real e que, ao longo do tempo, o preço das ações se recuperará à medida que os problemas forem resolvidos e a companhia se recuperar.

High Quality Investing

O high quality investing é outra vertente do value investing, porém com um foco ligeiramente diferente. Nessa abordagem, os investidores buscam empresas de alta qualidade, com vantagens competitivas sustentáveis e um histórico consistente de desempenho positivo ao longo do tempo.

Ao contrário do deep value investing, que se concentra em empresas subvalorizadas devido a problemas temporários, o high quality investing busca companhias com fortes fundamentos financeiros, uma sólida posição de mercado e uma equipe de gestão experiente. 

Essas empresas podem estar sendo negociadas a preços justos ou até mesmo ligeiramente acima do seu valor intrínseco, mas os investidores acreditam que essas organizações têm maior probabilidade de gerar retornos consistentes e superiores no longo prazo, devido à sua resiliência e capacidade de adaptação em diferentes condições de mercado.

Como calcular o valor de uma ação no Value Investing?

No value investing, o cálculo do valor de uma ação é essencial para identificar oportunidades de investimento. Embora não exista uma fórmula única para calcular o valor de uma ação, os investidores de value investing utilizam uma variedade de métodos e métricas para estimar esse valor. 

Um dos principais enfoques para calcular o valor de uma ação no value investing é a análise fundamentalista. Isso envolve a avaliação detalhada dos fundamentos financeiros de uma empresa, incluindo sua receita, lucro, fluxo de caixa, ativos tangíveis e intangíveis, assim como o ambiente competitivo e a posição no mercado.

Uma das métricas comumente utilizadas pelos investidores é o índice preço/lucro (P/L), que compara o preço atual de uma ação com o lucro por ação da empresa. Um P/L baixo, por exemplo, pode indicar que uma ação está subvalorizada em relação aos seus pares no mercado. 

Além disso, a análise do fluxo de caixa descontado (DCF) é frequentemente utilizada para estimar o valor presente dos fluxos de caixa futuros esperados da empresa. Outros aspectos considerados incluem a análise do valor patrimonial líquido (VPL), que avalia o valor dos ativos e passivos de uma companhia.

Quais as vantagens do Value Investing? 

O value investing oferece uma série de vantagens para os investidores que buscam uma estratégia de longo prazo baseada na identificação de ações subvalorizadas. Veja três benefícios-chave dessa estratégia que, combinados, proporcionam uma abordagem sólida e disciplinada para investir no mercado de renda variável.

Direcionamento

Uma das principais vantagens do value investing é o direcionamento focado na busca por ações subvalorizadas. Ao contrário de estratégias influenciadas por tendências de curto prazo ou especulação, o value investing concentra-se em encontrar empresas que estão sendo negociadas abaixo do seu valor intrínseco real. 

Essa abordagem direcionada permite que os investidores identifiquem oportunidades potenciais de investimento com base em fundamentos sólidos, em vez de seguir a emoção do mercado. Ao direcionar sua atenção para essas empresas, os investidores capitalizam em ineficiências de mercado e aproveitam o potencial de valorização no longo prazo.

Prazo 

O enfoque em longo prazo permite que os investidores ignorem as turbulências momentâneas e tenham mais consistência ao longo do tempo. Dessa forma, o investimento é concentrado nas perspectivas de crescimento sustentável e no potencial de valorização das empresas escolhidas.

Ao invés de buscar ganhos rápidos e especulativos, os investidores de value investing estão dispostos a aguardar pacientemente até que o mercado reconheça o verdadeiro valor das ações subvalorizadas. Essa abordagem permite que os investidores evitem reações impulsivas ao mercado.

Estabilidade

Por fim, o value investing permite um investimento mais estável e seguro ao longo do tempo. Ao buscar empresas com fundamentos sólidos e um valor intrínseco real, os investidores podem se beneficiar de uma maior estabilidade no desempenho de suas carteiras de investimento.

A análise criteriosa e a busca por companhias de qualidade e com vantagens competitivas sustentáveis contribuem para essa estabilidade no longo prazo. Embora ainda haja riscos associados a qualquer investimento em ações, o value investing foca em empresas com base sólida para suportar diferentes condições econômicas e de mercado.

Quais os investidores de Value Investing mais conhecidos? 

O value investing ganhou destaque ao longo dos anos, atraindo a atenção de investidores renomados que alcançaram grande sucesso utilizando essa estratégia. Essas figuras proeminentes demonstraram habilidade em identificar oportunidades de investimento subvalorizadas e alcançar retornos impressionantes ao longo do tempo.

Warren Buffett

Considerado um dos investidores mais bem-sucedidos e conhecidos do mundo, Warren Buffett dispensa apresentações. O presidente e CEO da Berkshire Hathaway é um seguidor-nato da estratégia de value investing. 

Buffett procura identificar empresas sólidas e subvalorizadas, preferencialmente com vantagens competitivas duradouras. Ele é conhecido por suas análises minuciosas e por ter uma visão de longo prazo ao selecionar seus investimentos.

Benjamin Graham

Conhecido como o “pai do value investing”, Benjamin Graham foi um renomado economista, professor e investidor. 

Autor de “O Investidor Inteligente”, que se tornou referência na área de value investing, Graham enfatizou a importância de uma análise rigorosa dos fundamentos das empresas e da compra de ações abaixo do seu valor intrínseco. Ele também foi mentor de Warren Buffett e influenciou significativamente sua abordagem de investimento.

Peter Lynch

Peter Lynch, hoje aposentado, foi um gestor de fundos de investimento e autor renomado na área de value investing. Lynch acredita que os investidores podem encontrar oportunidades de investimento valiosas em empresas comuns, desde que façam uma pesquisa cuidadosa e entendam o negócio por trás delas. 

Durante sua carreira como gestor do Fidelity Magellan Fund, o maior fundo de ações do mundo, ele defendia o conceito de “investir no que você conhece” e enfatizava a importância de analisar os fundamentos e o potencial de crescimento das empresas.

Charlie Munger

Parceiro de longa data de Warren Buffett, Charlie Munger é conhecido por suas contribuições significativas para a estratégia de investimento da Berkshire Hathaway. 

Munger é um defensor do value investing e compartilha a visão de longo prazo de Buffett, sempre enfatizando a importância da paciência, da busca por empresas com vantagens competitivas duradouras e da compreensão dos riscos envolvidos antes de fazer um investimento.

Luiz Barsi Filho

No mercado brasileiro também há figuras de destaque que apostam na estratégia de value investing, e a principal delas é Luiz Barsi Filho. 

O investidor é conhecido por seu estilo de investimento conservador e por se concentrar em empresas sólidas e subvalorizadas na bolsa de valores brasileira. Barsi Filho acredita no potencial de crescimento a longo prazo e na geração de renda por meio de dividendos. 

Como investir usando o Value Investing?       

Investir usando o value investing envolve seguir alguns passos fundamentais que podem te ajudar a identificar oportunidades subvalorizadas e construir uma carteira de investimentos com potencial de crescimento a longo prazo. Confira a seguir as principais etapas a serem levadas em consideração para investir por meio dessa estratégia:

  • Estudo e pesquisa: o primeiro passo é adquirir conhecimento sobre o value investing, estudando os princípios e os conceitos-chave da estratégia. É importante compreender os fundamentos financeiros, as métricas utilizadas e as técnicas de avaliação de empresas. Ler livros, artigos e aprender com os investidores bem-sucedidos nessa abordagem é fundamental;
  • Análise fundamentalista: a análise fundamentalista envolve a avaliação minuciosa dos fundamentos financeiros das empresas, incluindo receita, lucro, fluxo de caixa, balanço patrimonial, vantagens competitivas e perspectivas de crescimento. É importante utilizar diversas métricas e métodos de avaliação para determinar o valor intrínseco das ações;
  • Identificação de oportunidades: com base na análise fundamentalista, os investidores podem identificar ações que estejam sendo negociadas abaixo de seu valor intrínseco. Isso envolve procurar por companhias sólidas, com vantagens competitivas sustentáveis e perspectivas de crescimento a longo prazo. A paciência e a disciplina são essenciais nessa etapa, pois pode levar tempo para encontrar oportunidades adequadas;
  • Margem de segurança: um conceito fundamental no value investing é a margem de segurança. Isso significa comprar ações com um desconto significativo em relação ao seu valor intrínseco, proporcionando uma margem de proteção caso ocorram flutuações no mercado. A margem de segurança ajuda a reduzir o risco e aumentar as chances de obter retornos favoráveis.
  • Diversificação: é importante construir uma carteira de investimentos diversificada ao investir com base no value investing. Diversificar os investimentos em diferentes setores e empresas reduz o risco associado a uma única ação ou setor. Além disso, a diversificação permite capturar oportunidades em diferentes áreas do mercado.
  • Mentalidade de longo prazo: o Value Investing é uma estratégia de investimento de longo prazo, por isso os investidores devem focar nos fundamentos das empresas e ignorar as flutuações de curto prazo do mercado. Essa abordagem requer paciência e disciplina para permitir que os investimentos se valorizem ao longo do tempo;
  • Revisão e monitoramento: é importante revisar regularmente a carteira de investimentos, avaliar o desempenho e ajustar as posições, se necessário. O acompanhamento contínuo das empresas ajuda a garantir que elas continuem a atender aos critérios do value investing e que seus fundamentos permaneçam sólidos.

Por fim, vale ressaltar que o value investing não garante lucros imediatos, mas busca gerar retornos consistentes ao longo do tempo, aproveitando o potencial de valorização de empresas subvalorizadas e com bons fundamentos. A consistência, a disciplina e, principalmente, a paciência são essenciais para obter sucesso no longo prazo.

O que é Value Investing?

O Value Investing é uma estratégia de investimento que busca identificar ações subvalorizadas no mercado. Os investidores de Value Investing procuram comprar ações por um preço inferior ao seu valor intrínseco, acreditando que esses ativos têm potencial de valorização a longo prazo.

Quais são os princípios do Value Investing?

Os princípios do Value Investing incluem a análise fundamentalista das empresas, a busca por margem de segurança ao comprar ações, o foco em empresas com vantagens competitivas duradouras e uma mentalidade de investimento de longo prazo.

Quais são os riscos do Value Investing?

Assim como qualquer estratégia de investimento, o Value Investing também apresenta riscos. Os riscos incluem a possibilidade de as ações continuarem subvalorizadas por um longo período, a volatilidade do mercado de ações e a possibilidade de avaliação incorreta das empresas. Além disso, os investidores de Value Investing devem estar preparados para períodos de baixa performance ou desvalorização temporária das ações.

Quais são os investidores famosos que utilizam o Value Investing?

Alguns dos investidores famosos conhecidos por utilizar o Value Investing incluem Warren Buffett, Benjamin Graham, Peter Lynch, Charlie Munger e Luiz Barsi Filho

Qual é a diferença entre Value Investing e Growth Investing?

O Value Investing e o Growth Investing são duas estratégias de investimento diferentes. O Value Investing busca identificar ações subvalorizadas com potencial de crescimento a longo prazo, enquanto o Growth Investing se concentra em empresas com alto potencial de crescimento de receita e lucros, mesmo que as ações estejam sendo negociadas a múltiplos mais altos. Enquanto o Value Investing procura por empresas subvalorizadas, o Growth Investing busca por empresas com perspectivas de crescimento acelerado.

Sobre o autor

Equipe Empiricus

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.