Times
Crypto Insights

O bull market vem aí, e eu não quero estar certo…

Confira a edição do dia 19/12/2023 da newsletter Crypto Insights

Por Valter Rebelo

19 de dezembro de 2023, 10:46

bitcoin bull market
Imagem: Freepik

Saudações!

Você já ouviu a seguinte pergunta: “Você prefere estar certo ou ganhar dinheiro”?

Esse curioso questionamento sempre me faz lembrar do quão fugaz pode ser o mercado cripto e suas narrativas.

Uma coisa sempre acontece em bull markets, quando o dinheiro é fácil e fundos de venture capital estão, basicamente, jogando dinheiro em projetos que combinam o maior número de palavras da moda: o preço dos ativos se descola do valor real subjacente.

No próximo ano, certamente ouviremos muitas vezes algo do tipo: “A moeda do projeto (insira aqui o nome do projeto), uma startup de IA que irá levar IoT para o blockchain utilizando neural networks, é o futuro”!

Embora eu já tenha o ouvido treinado para separar o que é hype do que é fundamento, o fato de que muitos vão fazer um bom dinheiro com oportunidades ligadas a narrativas não deixa de ser verdade. Como então surfar essas narrativas sem ser pego na contracorrente?

Resposta: timing e alocação.

Veja o gráfico abaixo: 

Cada faixa verde indica uma convergência de várias métricas on-chain do Bitcoin, as quais apontam um provável topo de mercado; as faixas vermelhas, por sua vez, indicam uma convergência de métricas que apontam para um provável fundo de mercado.

Quando eu falo de timing, me refiro ao momento certo de adicionar ou retirar risco da carteira. E quando falo de alocação, me refiro ao tamanho do risco. O gráfico acima nos dá um embasamento do tempo correto para sermos mais ou menos aventureiros. Já definir a alocação adequada requer uma dose de cautela a mais, pois esse é como se fosse o seu “cinto de segurança”.

Ao acrescentarmos ativos na carteira do Exponential Coins, é raro ver uma alocação em um ativo mais arriscado que seja maior do que 1% ou 2% – algo além disso requer séria convicção. Conforme o ciclo avança, e vamos tendo sinais de evolução do projeto, podemos então aumentar progressivamente a exposição ao ativo.

Olhando para este ciclo, estou animado com algumas teses em particular, que não necessariamente irão vingar no longo prazo, mas que provavelmente vão fazer manchetes em 2024. Discuto sobre elas no Gráfico da Semana.

Variações semanais (11/12/23 a 18/12/23)

  • Bitcoin (BTC )

Preço: US$ 41.338 | Var. -5,60%

  • Ethereum (ETH)

Preço: US$ 2.194 | Var. -6,70%

🌐 Dominância Bitcoin: 53% (Var. -0,80%)

* dados referentes ao fechamento em 18/12/23

Tópicos da semana 

  • Falha na Ledger deixa investidores preocupados: foi encontrada uma vulnerabilidade no software “LedgerHQ Connector Kit”, essencial para conectar aplicativos descentralizados (dApps) e carteiras digitais. Um código malicioso injetado nesta biblioteca permitia que fundos fossem roubados de qualquer usuário que tivesse uma conexão com o software. A Ledger respondeu removendo a versão maliciosa do Connect Kit e lançando uma versão genuína para substituí-la; os dApps prontamente atualizaram com a nova versão. A injeção do código malicioso ocorreu devido a uma falha na cadeia de produção da ledger, onde um hacker supostamente teve acesso ao ambiente de desenvolvimento da empresa através de um ex-funcionário;
  • “iPhone” da Solana é salvo por um cachorro: o Saga Phone é a proposta de dispositivo móvel que pretende trazer web3 para o bolso do consumidor amplo. O projeto idealizado pela Solana Labs foi um fracasso de vendas… até agora. O projeto BONK, uma memecoin de cachorro, anunciou airdrops de 30 milhões de BONK para possuidores do Saga. O anúncio fez com que algumas unidades do aparelho fossem revendidas (seladas) por até 10 vezes o preço original do celular. Com uma base inicial de usuários, o incentivo para desenvolvedores criarem aplicações para o novo smartphone aumenta;
  • Fora do Ar-bitrum: no dia 15 de dezembro, uma interrupção ocorreu na rede Arbitrum quando um sequenciador (quem valida transações) parou de funcionar durante um aumento significativo no tráfego da rede. Alguns usuários especularam que a interrupção foi causada por inscriptions (quando se atrela imagem, texto, ou outras mídias a uma unidade transacional como o BTC, ETH, ou qualquer outro token nativo), o que explicaria o pequeno número de transações em cada bloco, e isso foi posteriormente confirmado pela equipe.

Gráfico da semana  

Ao olhar para a performance de certas narrativas em cripto, do começo do ano até aqui, nos últimos dias de 2023, podemos vislumbrar um pouco das grandes oportunidades que um bull market em pleno vapor guarda.

Performances de narrativas no ano (médias)

Fonte: Dune Analytics 

Embora alguns projetos (ou narrativas por completo) não parem de pé ao olharmos para os fundamentos, existem 3 narrativas em especial que estão bem embasadas e que devem trazer alfa para a carteira do investidor cripto no próximo ciclo.

  1. Inteligência Artificial: os modelos de IA não são disponibilizados somente através de grandes empresas como OpenAI, Anthropic e Google (Deepmind). O movimento open-source (código aberto) tem ganhado mais força, e cripto pode ter uma contribuição importante como infraestrutura para o desenvolvimento de IAs descentralizadas.
  2. Ecossistema Solana: forte apelo ao consumidor varejista devido às baixas taxas e alta velocidade e também a experiência de usuário. A grande questão para Solana é se de fato a rede será robusta o bastante para aguentar uma demanda mundial sem deixar a desejar em performance. Com a chegada do Firedancer, novo software de validação, problemas de escalabilidade e resiliência estarão (supostamente) sanados.
  3. BRC-20s: atualmente, existe um conflito entre alguns desenvolvedores do Bitcoin, e aqueles que apoiam o protocolo inscriptions, que permite injetar mídias em sats, a subunidade indivisível do BTC, e criar BRC-20s. Por mais que uns queiram banir esse tipo de token em atualizações futuras, devido ao congestionamento da rede, é difícil acreditar que os mineradores adotariam tal atualização dado que a receita dos mesmos irá cair pela metade após o halving. Com o ETF de BTC na iminência de ser lançado, os tokens BRC-20 são um beta play interessante para o curto prazo.

Em tempo, lembro: essas narrativas possuem riscos, e não irão simplesmente subir em linha reta; o timing para a tomada de risco é agora, mas por favor, não esqueça que uma alocação equilibrada, com 60% a 80% de BTC, 10% a 20% em ETH, e o resto em demais altcoins, é o que vai manter qualquer investidor bem, seja no bull market, seja no bear market.

Forte abraço, 

Valter Rebelo 

Sobre o autor

Valter Rebelo

Valter Rebelo é analista de criptoativos na Empiricus Research. É economista formado pelo Insper, com especialização em ciência dos dados. Valter é consultado regularmente por relevantes portais de notícias brasileiros como Exame, Estadão, Jovem Pan, Seu Dinheiro e Money Times. Foi integrante da primeira entidade voltada para a pesquisa e estudo da tecnologia de blockchain no Brasil, o Blockchain Insper, em 2019.