Puro Malte

Polêmica no Puro Malte: porte de armas, cybercondríacos, dicas de moda e muito mais

Como de costume, os assuntos foram variados, passando por porte de armas e o massacre na escola no Texas, os ‘viciados’ em pesquisas sobre doenças no Google e até dicas de moda dos apresentadores

Compartilhar artigo
Data de publicação
31 de maio de 2022
Categoria
Puro Malte
Imagem de num com fundo com vários retângulos pequenos
Reprodução: Shutterstock

O episódio #95 do Puro Malte foi ao ar e trouxe um papo bastante diversificado. Felipe Miranda e Rodolfo Amstalden, fundadores da Empiricus, juntamente com Bia Nantes, COO da casa, e a jornalista Roberta Scrivano abordaram desde porte de armas e os “cybercondríacos”, até dicas de moda.

O primeiro assunto, relacionado ao porte de armas, foi desencadeado pelo recente massacre em uma escola no Texas, causado por um jovem de apenas 18 anos armado com um rifle semi-automático.

Rodolfo se posiciona contra o porte de armas, mas faz uma ressalva de que esse tipo de crime também está associado à conjuntura socioeconômica na qual cada país está inserido. Na Suíça, por exemplo, grande parcela da população tem armas e não se observa crimes desse gênero.

Ele critica, também, a superexposição do massacre por parte da mídia: “A superexposição midiática atrapalha bastante, porque acaba normalizando essas cenas de tiroteios e as pessoas que flertam com essas ideias se sentem mais confortáveis para colocá-las em prática”.

Bia Nantes cita também como ponto negativo a sensação de impunidade e poder associada à posse da arma, que podem contribuir para que alguns indivíduos cometam atrocidades.
Passando para o próximo assunto, Roberta conta que as pessoas obcecadas por pesquisar sobre doenças no Google ganharam uma categoria: os cybercondríacos, fazendo alusão ao termo “hipocondríacos”.

A jornalista fala sobre como esse comportamento compulsivo de consultar a internet sobre doenças não só não tem precisão nenhuma no diagnóstico como também intensifica, por vezes, a sensação dos sintomas, que passa a ser psicológica.

Depois veio o “Tudo Nosso Nada Deles” com a dúvida sobre moda: estampado ou liso? Felipe Miranda responde: “Estampado não é legal, principalmente no trabalho”.

Bia e Rodolfo também ficam no time “liso”. “Eu prefiro roupas básicas, sem escritas e sem estampa”, comenta Rodolfo sobre sua preferência.

Roberta também fala que, para ela, a combinação de estampas não funciona muito bem e Bia não gosta de escritas humorísticas nas roupas.

As dicas culturais não poderiam faltar:

Para assistir:

  • Pós-F, peça com Maria Ribeiro e Fernanda Young
  • Top Gun 2
  • História em Meia Hora
  • The Tim Ferriss Show

Para ler:

  • “Você acha que a sua dor e o seu coração partido não têm precedentes na história do mundo, mas então você lê. Foram Dostoievski e Charles Dickens que me ensinaram que as coisas que mais te atormentam são as mesmas coisas que te conectam com todas as pessoas que vivem e já viveram neste planeta”, trecho de James Baldwin
  • Trabalhe 4 Horas por Semana, de Tim Ferriss
  • Nem Todo Robô, de Mike Deodato
  • Memorando novo do Howard Marks

Para ir:

  • Vibra Open Air