Times
Investimentos

Amazon (AMZO34) tem aumento exponencial nos lucros no 4T23; confira detalhes do resultado

‘A loja de tudo’ surpreendeu o mercado com números acima do esperado, com melhora substancial na receita e na administração de seus negócios.

Compartilhar artigo
Data de publicação
2 de fevereiro de 2024
Categoria
Investimentos
amazon amzo34

Outra Big Tech que divulgou os seus números na quinta-feira (1), a Amazon (B3: AMZO34 | Nasdaq: AMZN) também surpreendeu os investidores com resultados melhores do que o esperado para o 4T23.

A “Loja de Tudo” reportou receita de US$170,0 bilhões, um aumento de 14% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Todas as suas linhas de negócio divulgaram crescimento de pelo menos 13% na comparação anual, com destaque para a parte Internacional, que cresceu 17% (+13%, excluindo variação cambial).

Além da alta nas vendas, todos esses segmentos também apresentaram melhora substancial na administração de seus negócios, apresentando resultados operacionais muito melhores do que um ano atrás.

O segmento América do Norte divulgou um lucro operacional de US$6,461 bilhões, comparado com um resultado negativo de US$240 milhões no 4T22, impulsionado pelo menor aumento nas despesas operacionais quando comparado com a sua receita (+6% vs +13%).

A parte Internacional ainda reportou um prejuízo de suas operações, mas se aproximando cada vez mais da lucratividade. No trimestre o prejuízo operacional foi de US$419 milhões, ante perdas de mais de US$2,2 bilhões no mesmo período de 2022.

AWS segue impulsionando o lucro da Amazon

Já a AWS segue sendo a grande responsável pela maior lucratividade da companhia nos últimos anos, tendo reportado um lucro operacional de US$7,167 bilhões, quase 38% maior do que o divulgado um ano atrás.

Na linha final de resultado, o lucro líquido da Amazon totalizou US$10,624 bilhões, ou US$1,00 por ação, comparado com meros US$278 milhões (US$0,03/ação) no 4T22. 

Importante salientar que no ano passado o resultado foi impactado negativamente pela reavaliação contábil de alguns investimentos da companhia, que resultaram em perdas de mais de US$3,4 bilhões no período. Ainda assim, mesmo ajustando por esse valor, o aumento nos lucros seria algo superior a 100% na comparação anual.

Resultados da Amazon em 2023

Os resultados referentes ao ano de 2023 também foram bem positivos, seguindo uma dinâmica bem parecida daquela observada no 4T23.

As vendas anuais da companhia somaram US$574,8 bilhões, valor 12% acima do apresentado em 2022. Todas linhas de negócio cresceram pelo menos 11%, com o destaque para o aumento de 13% na receita da AWS.

O lucro operacional foi mais de três vezes superior na comparação com o período anterior, totalizando US$36,9 bilhões em 2023. 

O principal responsável por essa melhora significativa foram as operações da América do Norte, que apresentaram um lucro de US$14,9 bilhões ante prejuízo de US$2,8 bilhões em 2022.

A parte Internacional, assim como no trimestre, ainda apresentou prejuízo mas já conseguiu reduzi-lo bastante em relação ao ano passado: em 2023, as perdas operacionais somaram US$2,7 bilhões, enquanto em 2022 totalizaram US$7,7 bilhões.

A Amazon Web Services seguiu a mesma toada do passado recente, crescendo seu resultado operacional em 7,8% na comparação anual, reportando lucro de US$24,6 bilhões.

Dessa maneira, a Amazon reverteu o prejuízo de US$2,7 bilhões (US$0,27/ação) reportado em 2022 para um lucro líquido de US$30,4 bilhões, o equivalente a US$2,90 por ação.

Assim como no 4T23, o resultado do ano anterior havia sido impactado pela perda contábil de quase US$13 bilhões no investimento que a empresa fez na Rivian Automotive (fabricante de carros elétricos).

Mas, da mesma forma que no último trimestre do ano, mesmo ajustando os resultados de 2022 por esse fator ainda mostraria um forte aumento no lucro anual (próximo a 200%).

Sem falar na capacidade que a empresa tem de gerar fluxos de caixa cada vez maiores com o passar dos anos — uma obsessão definida pelo fundador Jeff Bezos na sua primeira carta aos acionistas, no final da década de 90.

No ano, o fluxo de caixa operacional da Amazon totalizou US$84,9 bilhões, comparado com US$46,8 bilhões em 2022. Quando descontado os investimentos realizados no período, o fluxo de caixa livre no período foi de uma entrada de recursos de US$36,8 bilhões, ante queima de caixa de US$11,6 bilhões um ano antes.

Além da leve aceleração no ritmo de crescimento da AWS (+13%, vs. +12% no 2T23 e 3T23), os resultados melhores do que o esperado pelos analistas na parte de advertising — com receita de US$14,6 bilhões ante expectativa de US$14,2 bilhões — parecem ter animado os investidores, uma vez que essa é vista como uma das principais oportunidades para a companhia continuar crescendo nos próximos anos. As ações subiam mais de 7% no pré-market. 

Ainda que não a Amazon (B3: AMZO34 | Nasdaq: AMZN) não seja uma posição atual da carteira internacional da Empiricus, sigo monitorando para aproveitar possíveis pontos de entrada no ativo. Já no fundo Tech Select FIA as ações da companhia são uma de suas principais posições.

Em vez de Amazon, recomendo outros BDRs disponíveis neste relatório gratuito.