Times
Investimentos

Confira as notícias da semana sobre fundos imobiliários; HGLG11, KNRI11, VISC11, TRXF11 e mais FIIs apresentam novidades

Giro FIIs: confira as últimas notícias dos fundos imobiliários recomendados pela Empiricus Research

Compartilhar artigo
Data de publicação
5 de dezembro de 2023
Categoria
Investimentos
fundos imobiliários fiis visc11 knri11 hglg11 trfx11
Imagem: Freepik

A seguir, apresentamos as últimas notícias referente aos fundos imobiliários (FIIs) recomendados na Empiricus.

BTRA11: o BTG Pactual Terras Agrícolas comunicou que o Grupo Bergamasco, comprador da Fazenda Colibri (MT), entrou com um pedido de recuperação judicial. O fundo ainda não teve acesso aos autos até o presente momento, pois se encontram em segredo de justiça.

Fundos CSHG: por meio de fato relevante, o Credit Suisse reiterou que o processo competitivo para a venda das áreas responsáveis pela administração e gestão dos fundos imobiliários do CSHG está sendo conduzido, incluindo negociações com potenciais compradores, mas não existe qualquer decisão final.

KNRI11: o Kinea Renda Imobiliária comunicou a locação de meio andar do Ed. Boulevard Corporate Tower para a companhia Modular Mining, além da expansão de mais dois andares de uma empresa de tecnologia que já é inquilina no ativo. Ao todo, foram ocupados 3 mil metros quadrados do imóvel, zerando a vacância física do empreendimento.

Ademais, foi realizada a locação do último andar vago do Ed. São Luiz (Torre IV) e de um andar do Ed. Athenas. Em contrapartida, foi desocupado um módulo do ativo Global Jundiaí pela Corelog Logística. Deste modo, a vacância física do KNRI11 passa para 2,67% (ante 3,13%) e a vacância financeira passa a ser de 7,51% (ante 9,10%).

PVBI11: em agosto, o fundo imobiliário recebeu notificação de intenção de rescisão antecipada do contrato do locatário Indeed, que ocupa 1,3 mil metros quadrados do Vila Olímpia Corporate. O contrato prevê aviso prévio de 6 meses, portanto, a desocupação será realizada em fevereiro de 2024. Sem novas novas locações, é esperado que a vacância física do portfólio atinja o patamar de 12%. Por fim, a gestão firmou dois contratos de locação para o ativo Union FL.

RBRR11: o RBR Rendimento High Grade concluiu a incorporação da carteira do FII CCRF11 que, como forma de pagamento, integralizou as cotas da 8ª emissão do RBRR11. O portfólio foi adquirido a uma taxa de IPCA + 7,28% ao ano.

RCRB11: o fundo assinou a escritura de compra e venda do desinvestimento do 10º andar do ed. Bravo! Paulista, realizado em agosto de 2022. Lembrando que todos os pagamentos referentes à venda foram devidamente recebidos no último ano.

  • [Seleção “premium” de fundos imobiliários] Veja quais são os 5 FIIs recomendados pelo analista Caio Araujo para buscar ótimos dividendos mensais. Baixe aqui o relatório gratuito.

RVBI11: o fundo captou um total de R$ 65,5 mil durante o período de exercício do direito de sua 2ª emissão de cotas, equivalente a 772 cotas, restando, portanto, 8,8 milhões de cotas disponíveis para subscrição durante o período de subscrição de sobras.

TRBL11: o Tellus Rio Bravo Renda Logística comunicou a captação de R$ 8,3 milhões durante o período de exercício do direito de preferência da sua 6ª emissão de cotas, o equivalente a subscrição de 85,2 mil novas cotas. Para o período de subscrição de sobras, restaram aproximadamente 1,5 milhão de cotas. 

TRXF11: o TRX Real Estate concluiu a alienação da loja GPA Vila Clementino (SP) pelo valor total de R$ 36,6 milhões, sendo que R$ 500 mil já foram recebidos no dia 31 de outubro deste ano, enquanto R$ 22,3 milhões foram pagos diretamente à securitizadora para amortização do CRI vinculado ao ativo e R$ 1 milhão recebido pelo fundo imobiliário à vista. Os demais R$ 12,8 milhões serão recebidos em 10 parcelas mensais consecutivas de R$ 1,3 milhões corrigidas pelo IPCA do período.

A gestão estima um lucro de R$ 6,7 milhões (cerca de R$ 0,50 por cota), o que representa uma TIR de 18,9% ao ano. O valor da venda é 10,44% acima do preço do último laudo de avaliação de novembro de 2022 e corresponde a um cap rate de 6,69% ao ano.

VISC11: o Vinci Shopping Centers comunicou o encerramento do período de exercício do direito de preferência, no qual foram subscritas 651,8 mil cotas, o equivalente a R$ 75 milhões. Desta forma, restaram 5,4 milhões de cotas disponíveis para subscrição durante o período público da oferta.