Times
Investimentos

Em prévia operacional do 4T23, Direcional (DIRR3) finaliza um ano expressivo em sua história; confira números

Foram realizados 15 novos lançamentos no 4º tri de 2023 por parte da Direcional e a velocidade de vendas também cresceu; confira

Compartilhar artigo
Data de publicação
16 de janeiro de 2024
Categoria
Investimentos
Direcional DIRR3
Imagem: Unsplash

Nesta segunda (16), a Direcional (DIRR3) divulgou sua prévia operacional do 4T23, que finaliza um ano expressivo na história da companhia.

Vendas da Direcional cresceram 31% em comparação anual

Foram realizados 15 novos lançamentos no trimestre, totalizando um VGV (Volume Geral de Vendas) de R$ 1,4 bilhão, aumento de 31% na comparação anual – esse montante já considera a fatia de projetos do Pode Entrar (R$ 206 milhões), programa habitacional de São Paulo. 

No acumulado de 2023, a companhia lançou R$ 4,9 bilhões em empreendimentos (R$ 4,3 bilhões no % Direcional), um recorde para a empresa. A evolução do VGV de lançamentos desde 2016 registra um impressionante CAGR (Crescimento anual composto) de 29%.

Dando sequência, a Direcional reportou R$ 1,2 bilhão em vendas líquidas, um novo recorde trimestral. O montante foi superior em 76% e 22% na comparação com 4T22 e 3T23, respectivamente.

Em 2023, as vendas atingiram R$ 4 bilhões, crescimento de 33% na comparação anual. A marca Riva, apesar da leve desaceleração neste trimestre (influenciada pelo menor ritmo de lançamentos), foi a linha que mais se destacou no resultado do ano, com salto de 50% nas vendas líquidas.

Quando avaliamos a Velocidade de Vendas (VSO), a Direcional reportou um sólido indicador na casa de 16,4% (desconsiderando o Pode Entrar), montante 1,7 p.p. acima do 4T22.

A companhia encerrou o ano com estoque total de R$ 5,1 bilhões (R$ 4,3 bilhões no % Direcional), praticamente estável em relação ao 3T23. Vale mencionar que apenas 2% do VGV refere-se a unidades concluídas.

Por fim, a empresa reforçou seu landbank novamente, com aquisições de 16 terrenos com VGV potencial de R$ 2,1 bilhões. Cerca de 93% do pagamento se dará via permuta.

O que achamos da prévia operacional de DIRR3?

Analisando os números da Direcional, nota-se um impulso interessante na parte operacional em 2023, favorecida pela capacidade da gestão e pelas recentes mudanças nos programas habitacionais do país (MCMV e Pode Entrar, por exemplo). Diante do ritmo de crescimento, a companhia ainda apresenta um discreto consumo de caixa (R$ 15 milhões no 4T23), mas os resultados futuros são promissores.

Mesmo com a forte performance de 2023 (+47%), as ações da Direcional permanecem entre as nossas principais recomendações no setor imobiliário, com múltiplo P/E atrativo de 7,4 vezes para 2024 e possível melhora de margem nos próximos trimestres.

Além de Direcional (DIRR3), gostamos de outros 10 papéis para investir agora e ter a chance de lucrar com a Bolsa nos próximos meses. Confira neste relatório gratuito.