Investimentos

Mercado monitora inflação e atividade; negócio caro entre Itaú (ITUB4) e Totvs (TOTS3) e alta nas vendas da Iguatemi (IGTI11), veja os destaques

Aqui, alguns assuntos quentes do mercado analisados por Felipe Miranda, co-CEO da Empiricus

Compartilhar artigo
Data de publicação
13 de abril de 2022
Categoria
Investimentos

O mercado segue de olho em indicadores de inflação e de atividade econômica que podem dar uma luz sobre o comportamento das taxas de juros tanto no Brasil quanto no exterior, especialmente nos Estados Unidos. 

Nos EUA, os índices futuros das bolsas de Wall Street deram uma animada logo cedo pelo fato de o núcleo do Índice de Preço ao Consumidor (CPI) de março ter ficado abaixo das expectativas. Segundo Felipe Miranda, co-CEO da Empiricus, foi o primeiro indicador positivo, pois não superou as projeções do consenso dos agentes de mercado. 

Contudo, logo depois saiu o Índice de Preços ao Produtor (PPI), com uma alta de 1,4% em março ante fevereiro. Na comparação com março do ano passado, o PPI subiu 11,2%. Esses dados foram acima do esperado. Por volta de 12h00, as bolsas americanas estavam transitando sensivelmente no positivo. 

Conforme o analista, aqui no Brasil o setor de serviços recuou 0,2% em fevereiro em relação ao mês anterior, segundo dados divulgados pelo IBGE, frustrando as expectativas – agentes de mercado projetavam avanço de 0,7% ou 0,8%. A queda acumulada foi de 2% nos dois primeiros meses de 2022.

A grande questão é: como vai ser para subir tanto a taxa de juros nesse momento em que a economia ainda não está uma ‘Brastemp’”, disse Felipe, referindo-se ao desafio do Banco Central para controlar a inflação, nesta quarta-feira (13/04), em seu grupo no Telegram Ideias Antifrágeis, canal de comunicação direto com os assinantes da casa.

Já as vendas no varejo foram divulgadas hoje pelo IBGE, um crescimento de 1,1% em fevereiro na comparação com janeiro e alta de 1,3% em relação ao mesmo mês de 2021. Somente dois anos depois da pandemia, chegou a 1,2% acima do patamar pré-covid. Portanto, uma sensível recuperação. 

No ambiente corporativo brasileiro…

Itaú (ITUB4) e Totvs (TOTS3): Techfin

O Itaú e a Totvs anunciaram um acordo para uma joint venture, denominada de forma preliminar de Techfin. O objetivo é oferecer serviços financeiros com foco nas micro, pequenas e médias empresas. 

Para a construção da nova empresa, o Itaú desembolsou mais de R$ 1 bilhão, um negócio necessário, porém, muito caro, na avaliação de Felipe Miranda. “Eu gosto do Itaú e é claro que ele precisa se mexer nesse ambiente de fintechs, mas R$ 1 bi me pareceu muito”, destaca. 

As ações do Itaú entraram recentemente na carteira Oportunidades de Uma Vida que ele conduz. 

Desempenho positivo de Iguatemi (IGTI11): alta renda segue comprando

O analista também comentou hoje em seu grupo no Telegram sobre o desempenho das vendas da companhia de shopping centers Iguatemi, que somaram R$ 3,3 bilhões no primeiro trimestre de 2022, um avanço de 14,8% em relação a 2019. Uma volta positiva, após o período crítico da pandemia. 

“Iguatemi está voltando e sua ação foi castigada nos pultimos tempos. Quem quiser algo premium e que pode ir muito bem quando aliviar a curva de juros, pode investir na companhia.” 

Conforme ele, é uma empresa resiliente, pois em qualquer cenário, o público de alta renda costuma gastar.