Investimentos

Números operacionais da 3R Petroleum (RRRP3) foram favoráveis no 1T22 e companhia segue em plena expansão da produção

A petrolífera teve incremento significativo na produção e nos números operacionais. Cristiane Fensterseifer, analista da série Microcap Alert, chama atenção para o potencial de crescimento da empresa

Compartilhar artigo
Data de publicação
11 de maio de 2022
Categoria
Investimentos
3R Petroleum
Fonte: divulgação 3R Petroleum

Em meio à alta dos preços do petróleo como consequência do conflito entre Rússia e Ucrânia, a 3R Petroleum (RRRP3), companhia que atua na revitalização de campos maduros de extração de petróleo e gás natural, tanto em terra quanto em águas, se destacou por seus resultados operacionais no 1T22. O ativo integra a carteira Microcap Alert com upside (potencial de valorização) de 82%.

O desempenho da petrolífera nos três primeiros meses do ano foi um dos temas do relatório recente da série liderada pela analista Cristiane Fensterseifer. Acompanhe a seguir os destaques:

Companhia tem incremento na produção

A 3R Petroleum entregou um crescimento significativo na sua produção de óleo equivalente (boe) no 1T22, e a tendência é que o crescimento se mantenha no futuro, segundo Cristiane. A capacidade operacional atingiu 9.164 barris de óleo equivalente/dia, o que representa um crescimento de 67,9% em comparação com o 1T21, ou 21,2% em relação ao 4T21.

Uma parcela considerável da produção corresponde à atividade operacional do Polo Macau, com incremento de 29% na produção diária de óleo equivalente desde o último trimestre. Esta produtividade contribuiu para a alavancagem operacional da companhia, que reduziu o custo de extração desse polo em 11% na comparação trimestral. Como consequência, a 3R Petroleum passou a ter um dos menores custos de extração da indústria independente de Óleo e Gás do país.

O avanço na produção foi um dos fatores que condicionaram o bom desempenho do Ebitda da empresa, que foi de R$ 198,5 milhões neste primeiro trimestre, com crescimento de 150% em comparação ao mesmo período no ano passado.

A 3R (RRRP3) também é uma das ações favoritas de Felipe Miranda, CEO e estrategista da casa, fazendo parte da carteira conduzida por ele, Oportunidades de Uma Vida. “O resultado operacional validou a 3R como top pick do setor. O Ebitda ficou 25% acima do consenso e o lifting cost (custo de extração) caiu.”

Potencial de crescimento

Como uma parcela considerável dos polos da 3R estão em fase de transição, a analista da Microcap Alert julga em seu relatório que a empresa apresenta grande potencial de ampliação nas receitas nos próximos meses. Levando em conta a produção de todos os ativos da companhia até o 1T22, o total chega a 37,7 mil boe diários.

O espaço para crescimento é significativo: a 3R reconhece 9.164 barris diários neste trimestre, ou seja, menos de ¼ (24%) da produção potencial. “Com isso, teremos à frente, à medida que os novos polos entrarem para o comando da 3R, um potencial incremento de produção considerável para a companhia”, afirma Cristiane Fensterseifer. Segundo os analistas da Microcap Alert, o upside da 3R é de 82%.

Mas, e o prejuízo financeiro?

Apesar do desempenho operacional positivo no 1T22, a 3R registrou prejuízo de R$ 335,2 milhões, como resultado da perda de valor das aplicações financeiras em dólar da empresa e do uso de hedge como forma de fixar os preços da produção.

O relatório de Fensterseifer avalia que os resultados da 3R são bons, mesmo considerando esse prejuízo líquido da companhia. “Embora não tenhamos recebido o prejuízo com bons olhos – que aliás, veio pior do que esperávamos – sabemos da importância do hedge para a empresa. Já os polos em mãos da 3R seguem mantendo crescimento em produtividade e as perspectivas com o ganho de escala deverão vir acompanhadas de crescimento no Ebitda da companhia”, conclui a analista.

Sobre o autor
Fernanda Lopes