Times
Empresas

CFO: entenda o que faz e qual é a importância de um diretor financeiro

O CFO é um dos profissionais mais requisitados atualmente, devido à sua importância em uma empresa. Entenda o que faz um CFO e como se tornar um.

Por Equipe Empiricus

17 de julho de 2023, 16:23

Imagem de gráficos em papéis para representar o CFO (Chief Financial Officer).

Diante do aumento na competitividade empresarial em um cenário cada vez mais globalizado, alguns cargos estratégicos estão se tornando cada vez mais vitais na estrutura organizacional. Um deles é o CFO.

O CFO vem ganhando cada vez mais espaço dentro das organizações, devido à sua atuação estratégica voltada para os resultados de uma empresa.

O que é CFO?

CFO é a sigla para Chief Financial Officer, que em português significa Diretor Financeiro ou Diretor de Finanças. O CFO é um cargo de alta gerência em uma organização, responsável por supervisionar e gerenciar as atividades financeiras da empresa.

Esse profissional desempenha um papel crucial na formulação de estratégias financeiras e no planejamento de longo prazo da organização.

Suas principais responsabilidades incluem o gerenciamento do fluxo de caixa, a elaboração de relatórios financeiros, a análise de investimentos, o controle do orçamento, a gestão de riscos financeiros e a tomada de decisões estratégicas.

Além disso, o CFO muitas vezes atua como um conselheiro financeiro para o CEO (Chief Executive Officer) e outros executivos, fornecendo informações e insights para ajudar na tomada de decisões de negócios.

Até algum tempo atrás, esse cargo era exclusivo em grandes organizações, no entanto, devido ao aumento da competitividade, assim como da digitalização dos negócios, ele também passou a fazer parte de empresas de médio porte e até pequenas.

O que faz o CFO?

A principal função de um CFO é supervisionar e gerenciar todas as atividades financeiras de uma organização. Isso inclui a elaboração de estratégias financeiras, o gerenciamento do fluxo de caixa, a análise de investimentos, o controle orçamentário, a gestão de riscos financeiros e a tomada de decisões estratégicas relacionadas às finanças da empresa

Além disso, o CFO atua como um conselheiro financeiro para o CEO e outros executivos, fornecendo informações e insights para auxiliar na tomada de decisões de negócios.

Por isso, esse é um profissional que tem uma grande responsabilidade, uma vez que é ele quem avalia se um determinado investimento de uma empresa pode ou não trazer retornos significativos, bem como avalia os riscos desse investimento.

Responsabilidades de um CFO

O CFO é responsável por desenvolver e executar estratégias financeiras alinhadas aos objetivos da organização, o que envolve análise de dados, projeções financeiras e identificação de oportunidades de crescimento.

É ele quem supervisiona o fluxo de caixa da empresa, garantindo que haja recursos adequados para operações diárias, investimentos e pagamentos de dívidas. Isso requer um monitoramento cuidadoso das entradas e saídas de dinheiro.

Cabe também ao CFO estabelecer e gerenciar o orçamento da organização, garantindo que os gastos estejam dentro das metas estabelecidas. 

O profissional também é responsável por avaliar oportunidades de investimento, analisando riscos, retornos esperados e impacto financeiro. Essa análise ajuda a tomar decisões sobre onde alocar capital e maximizar o valor para os acionistas.

O CFO deve fornecer relatórios financeiros precisos e oportunos para a alta administração, conselhos de administração, investidores e órgãos reguladores.

Além disso, é ele quem identifica, avalia e gerencia os riscos financeiros enfrentados pela organização, para mitigar riscos relacionados a flutuações cambiais, taxas de juros, exposição a mercados voláteis e outros fatores.

Habilidades que um CFO precisa ter

Para desempenhar tamanhas responsabilidades, o profissional precisa desenvolver algumas habilidades importantes, como ampliar o conhecimento em finanças, ter o pensamento estratégico e habilidade em liderança. Vamos falar sobre elas.

Conhecimento em finanças e contabilidade

O CFO deve ter um sólido entendimento dos princípios contábeis e financeiros, bem como das melhores práticas nesses campos.

Isso inclui conhecimento em demonstrações financeiras, análise de custos, gestão de ativos, contabilidade gerencial e relatórios financeiros.

Pensamento estratégico

Um gestor de finanças deve ter a capacidade de pensar de forma estratégica e ter uma visão de longo prazo, o que engloba a compreensão dos objetivos e a formulação de estratégias financeiras que apoiem o crescimento sustentável e a criação de valor.

A visão estratégica é uma das mais valorizadas no momento de contratar esse profissional, pois não basta apenas saber levantar os dados, é preciso interpretá-lo e tomar decisões sobre os caminhos que a empresa deverá seguir.

Habilidades de liderança

Esse profissional geralmente lidera a equipe financeira e desempenha um papel de liderança na organização como um todo.

Por isso, é importante ter habilidades de liderança para motivar a equipe, estabelecer metas claras, delegar tarefas e promover um ambiente de trabalho colaborativo.

Excelentes habilidades de comunicação

O Diretor Financeiro precisa ser capaz de se comunicar efetivamente com diferentes partes interessadas, incluindo a alta administração, conselhos de administração, investidores e equipes financeiras.

Conhecimento das regulamentações e compliance

O CFO deve estar atualizado sobre as regulamentações financeiras e contábeis relevantes para a indústria em que a empresa opera, obtendo conhecimento em normas contábeis internacionais, requisitos de relatórios financeiros e conformidade com leis fiscais.

Capacidade analítica

O profissional deve ser capaz de analisar dados financeiros, identificar tendências, interpretar resultados e tomar decisões embasadas em análises quantitativas, o que exige habilidades em análise financeira, modelagem financeira, previsão e avaliação de riscos.

Resiliência e capacidade de lidar com pressão

O CFO frequentemente enfrenta situações desafiadoras e de alta pressão, como crises financeiras, decisões difíceis e negociações complexas.

É essencial ter resiliência, capacidade de trabalhar sob pressão e tomar decisões eficazes mesmo em circunstâncias estressantes, uma vez que o ambiente empresarial é bastante dinâmico e muda constantemente.

Visão de negócios

Por fim, é preciso ter uma compreensão abrangente do negócio em que a empresa atua, incluindo fatores que afetam a indústria, concorrência, dinâmica do mercado e implicações financeiras de iniciativas estratégicas.

Qual a diferença entre CFO e CEO?

A diferença entre CFO e CEO está relacionada às suas responsabilidades e áreas de atuação dentro de uma organização.

O CEO é o principal executivo de uma empresa, responsável por liderar a organização como um todo. Ele define a visão estratégica, estabelece metas e objetivos, toma decisões-chave e tem a responsabilidade final pelo desempenho e sucesso da empresa.

Por outro lado, o CFO é o diretor financeiro da empresa, responsável por supervisionar todas as atividades financeiras da organização. Ou seja, é um parceiro estratégico do CEO.

Ele é responsável por garantir a conformidade com as regulamentações financeiras, mitigar riscos e fornecer informações para apoiar as decisões de negócios.

Portanto, enquanto o CEO tem uma visão ampla e é responsável pelo sucesso geral da empresa, o CFO tem um foco mais específico na área financeira, garantindo que a empresa esteja saudável e tomando decisões corretas.

Qual a importância de um CFO para uma empresa?

O CFO desempenha um papel de extrema importância. Sua presença e expertise são fundamentais para garantir o sucesso geral da organização.

Afinal, é ele o responsável por uma ampla gama de atividades financeiras, desde a elaboração de estratégias até o gerenciamento de riscos e a tomada de decisões.

Uma das suas principais contribuições é fornecer uma visão clara e abrangente das finanças corporativas. Por meio de análises e relatórios precisos, o CFO fornece informações valiosas.

O profissional também desempenha um papel essencial no planejamento de longo prazo, desenvolvendo estratégias que impulsionam o crescimento e a sustentabilidade.

É importante destacar que o CFO desempenha um papel crítico no cumprimento das obrigações legais e regulatórias, garantindo a conformidade com as normas contábeis, regulamentos fiscais e outras exigências financeiras, o que é muito importante.

Como se tornar um CFO?

Por se tratar de uma função altamente estratégica, é crucial que o profissional tenha uma vasta experiência em finanças e contabilidade, além de ter expertise em gestão de equipes.

Outro requisito para ser um CFO é estar atualizado sobre as transformações do mercado, acompanhando os indicadores econômicos, avaliando as tendências da economia e acompanhando o setor no qual a empresa está inserida.

Formação que um CFO precisa ter

Como o CFO é um profissional que vai atuar diretamente na área financeira, é recomendável ter formação acadêmica em administração de empresas, contabilidade, finanças corporativas ou economia.

Além disso, algumas empresas de grande porte exigem que o CFO tenha não apenas uma formação acadêmica específica, mas também mestrado, MBA ou até mesmo doutorado em áreas estratégicas de gestão.

Salário de um CFO

Por se tratar de um profissional importante dentro de uma organização, o CFO costuma ter uma boa remuneração financeira. No entanto, o valor do salário varia de acordo com o tamanho da organização.

Dessa forma, o salário médio costuma girar em R$ 15 mil mensais, mas, dependendo do porte da organização, pode chegar a até R$ 45 mil por mês.

O CFO é uma profissão altamente estratégica para uma organização, exigindo do profissional qualificação técnica e habilidades comportamentais para assumir o cargo.

Foi possível entender o que é um CFO? Se sim, compartilhe essa matéria e contribua para melhorar o conhecimento de mais pessoas.

O que é um CFO?

CFO é a sigla para Chief Financial Officer, ou Diretor Financeiro. É o executivo responsável por supervisionar e gerenciar as atividades financeiras de uma organização, incluindo estratégias financeiras, fluxo de caixa, investimentos, orçamentos e relatórios financeiros.

Qual a finalidade de um CFO?

A finalidade de um CFO é garantir a saúde financeira da empresa, gerenciar os recursos financeiros de forma eficiente, fornecer análises e insights financeiros para tomada de decisões estratégicas, garantir a conformidade com regulamentações financeiras e maximizar o valor para os acionistas.

Qual o salário de um CFO?

O salário de um CFO pode variar amplamente, dependendo do porte da empresa, setor de atuação, localização geográfica e experiência do profissional. Em geral, o salário varia de acordo com a responsabilidade do cargo, podendo ultrapassar os R$ 40 mil mensais em empresas de grande porte.

Qual a faculdade para ser CFO?

Não há uma faculdade específica para se tornar um CFO. No entanto, a maioria dos CFOs possui formação acadêmica em áreas relacionadas à administração, finanças, contabilidade ou economia. É comum que os profissionais busquem diplomas de bacharelado e pós-graduação nessas áreas para adquirir os conhecimentos necessários.

Quem pode ser um CFO?

Qualquer pessoa com a qualificação adequada e a experiência profissional relevante pode se tornar um CFO. Geralmente, é necessário ter um background sólido em finanças, contabilidade ou áreas relacionadas, além de experiência em cargos de liderança financeira. Os CFOs costumam acumular anos de experiência em posições progressivas no campo financeiro antes de alcançarem o cargo de diretor financeiro.

Sobre o autor

Equipe Empiricus

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.