Times
Mercado

Corretor de seguros: saiba o que faz esse profissional e qual sua importância

O corretor de seguros é o profissional que faz a intermediação entre a seguradora e quem deseja adquirir um seguro. Saiba tudo sobre a profissão corretor de seguros.

Por Equipe Empiricus

28 jul 2023, 11:44 - atualizado em 19 fev 2024, 12:11

Imagem para representar um corretor de seguros.

Existem muitas profissões populares no mercado financeiro, mas uma que certamente se destaca é a de corretor de seguros.

Afinal, o corretor de seguros desempenha o papel de intermediário entre aqueles que desejam segurar um carro, uma casa ou qualquer outro bem, e a própria seguradora.

O que é um corretor de seguros?

Um corretor de seguros é um profissional especializado na área de seguros que atua como intermediário entre os segurados e as seguradoras. Sua principal função é assessorar e orientar os clientes na escolha do seguro mais adequado às suas necessidades, além de intermediar a contratação e renovação das apólices.

O corretor age como um consultor financeiro imparcial, buscando compreender as necessidades e riscos específicos de cada cliente, a fim de recomendar as coberturas adequadas.

Ele possui conhecimento sobre o mercado de seguros, as diferentes modalidades de apólices disponíveis e as condições oferecidas pelas seguradoras.

Além disso, esse profissional desempenha um papel importante no momento de sinistros, auxiliando o segurado na comunicação com a seguradora e garantindo que o processo de indenização seja realizado de forma ágil e justa.

Diferença entre corretora e seguradora

A principal diferença entre uma corretora de seguros e uma seguradora está relacionada ao papel desempenhado por cada um no setor de seguros.

O corretor é um profissional independente que atua como intermediário entre o segurado e a seguradora. Ele representa os interesses do segurado e tem como objetivo encontrar a melhor opção de acordo com as necessidades e preferências do cliente. 

Esse profissional assessora o segurado na escolha das coberturas adequadas, busca as melhores alternativas de seguradoras no mercado, auxilia na contratação da apólice dos ativos e presta serviços de consultoria em seguros.

A seguradora, por sua vez, é uma empresa que assume o risco financeiro de determinados eventos ocorrerem e oferece apólices de seguro para os segurados.  Ela é responsável por elaborar e oferecer o seguro, estabelecendo as condições, termos e coberturas.

É a seguradora quem recebe os prêmios dos segurados e, em troca, se compromete a pagar indenizações ou benefícios acordados caso ocorra um evento coberto pelo seguro.

Além disso, as seguradoras também têm a responsabilidade de gerenciar os riscos, precificar os seguros, investir os prêmios recebidos e cumprir com as obrigações contratuais estabelecidas nas apólices.

O que faz um corretor de seguros?

O corretor é o profissional de seguros que faz a ponte entre a seguradora e os clientes que precisam contratar um seguro para alguma finalidade.

Cabe a esse profissional dar toda a consultoria necessária para os seus clientes, ajudando-os quando eles precisarem acionar alguma cláusula do contrato, assim como fazer as devidas análises de risco.

Vale destacar que a corretagem de seguros é uma atividade supervisionada pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Portanto, para se conseguir a habilitação de corretor, é necessário estar regularizado pela SUSEP.

Esse processo de regulamentação ocorre por meio do Exame Nacional de Corretor de Seguros, realizado pela Escola Nacional de Seguros. Para participar do processo, uma das exigências é ter mais de 18 anos.

Portanto, não é necessário ter uma certificação financeira para ter a habilitação para corretor de seguros, mas é preciso ser aprovado no exame.

Principais características do corretor de seguros

Existem algumas características que precisam ser desenvolvidas pelos profissionais que desejam construir uma carreira de corretor de seguros. Afinal, esse é um profissional que lida diretamente com o atendimento ao público.

Assim sendo, a principal característica do corretor de seguros é saber vender, além da necessidade de se ter boa comunicação e se relacionar bem com os clientes.

O corretor também precisa compreender as necessidades que os seus clientes possuem e transmitir credibilidade para eles, afinal, uma pessoa só fecha negócio com alguém em quem realmente confia.

Para isso, é crucial conhecer bem o portfólio dos produtos e buscar constantemente capacitação e qualificação para atuar nessa área.

Portanto, é possível perceber que o corretor deve desenvolver habilidades técnicas e comportamentais, ou seja, além de conhecer profundamente o seu produto, também é preciso se destacar como vendedor.

Como destacar-se como corretor de seguros?

Para se diferenciar como um corretor de seguros, é crucial buscar cada vez mais conhecimento na área, além de desenvolver algumas habilidades fundamentais para melhorar o relacionamento com os clientes. 

Empatia

Se quiser se destacar como corretor de seguros, é essencial desenvolver a capacidade de se colocar no lugar do cliente e compreender suas necessidades, preocupações e desejos.

Portanto, deve-se mostrar interesse pelas circunstâncias individuais de cada pessoa e demonstrar empatia em relação aos desafios que ela enfrenta. Isso ajuda a criar um ambiente de confiança e estabelecer uma conexão sólida.

Comunicação eficaz

Dominar a arte da comunicação clara e eficaz também é essencial. Por isso, é necessário ouvir atentamente os anseios e objetivos dos clientes para oferecer as melhores soluções.

Use uma linguagem simples e acessível ao explicar os termos e condições dos seguros, evitando jargões técnicos para não deixar o cliente confuso.

A boa comunicação envolve adaptar seu estilo ao perfil de cada cliente, transmitindo informações de maneira clara e convincente.

Persuasão

Aprimorar as habilidades de persuasão para ajudar os clientes a entenderem a importância do seguro e a tomar decisões informadas também é primordial.

Destaque, portanto, os benefícios e a proteção financeira que o seguro oferece, usando exemplos práticos e casos de sucesso. Utilize argumentos sólidos e confiáveis para demonstrar a necessidade de estar protegido contra riscos e imprevistos.

Soluções personalizadas

Oferecer soluções personalizadas aos clientes também é importante. Use seu conhecimento especializado para identificar os riscos específicos de cada cliente e recomendar coberturas adequadas.

Mostre que você entende as necessidades individuais deles e está comprometido em fornecer uma proteção personalizada e abrangente.

Quando um cliente percebe que você está oferecendo um produto que realmente atenda às suas necessidades, a chance dele fechar um negócio com você será bem maior.

Acompanhamento e suporte

Esteja presente para responder a perguntas, auxiliar em processos de sinistro e revisar as apólices regularmente para garantir que elas ainda atendam às necessidades em constante mudança dos segurados. O suporte ajuda a construir confiança e fidelidade.

Como se tornar um corretor de seguros?

Qualquer pessoa pode se tornar um corretor de seguros, desde que atenda aos requisitos mínimos para a profissão. Portanto, o primeiro passo é adquirir conhecimento sobre quais são esses requisitos.

Requisitos para ser um corretor de seguros

Para ser um corretor de seguros, é obrigatório ter pelo menos 18 anos de idade e ter concluído o ensino médio. Sem esses requisitos, não é possível atuar como corretor de seguros.

Além disso, é necessário ser aprovado no Exame para Habilitação de Corretores de Seguros e registrar-se na SUSEP. Embora o exame não seja considerado difícil, é necessário adquirir conhecimento em áreas como capitalização, prova de vida e previdência

Portanto, é importante ter em mente que será necessário estudar para se tornar um corretor de seguros.

Quanto ganha um corretor de seguros?

O salário de um corretor de seguros é dividido entre uma parte fixa e outra variável. Atualmente, a média salarial de um corretor no Brasil é de aproximadamente R$ 3.900 para quem já tem algum tempo de experiência no ramo.

Além do valor fixo, o corretor ganha comissão, que geralmente corresponde a cerca de 20% dos custos do seguro. Portanto, a comissão é significativa e contribui para os ganhos do profissional.

Por exemplo, se um corretor fechar 10 seguros, cada um com um custo anual de R$ 2 mil, ele ganhará aproximadamente R$ 4 mil em comissões, além do salário fixo da profissão.

Portanto, quanto maior for a habilidade do profissional em persuadir seus clientes a contratarem um seguro, maior será o seu ganho mensal.

Vale a pena ser um corretor de seguros?

Trabalhar como corretor de seguros é uma boa opção para aqueles que desejam atuar na área de vendas e possuem as características necessárias para se tornarem um profissional nesse campo.

No entanto, é importante ressaltar que o profissional precisa ter um bom senso comercial e, nos dias de hoje, até mesmo estudar um pouco mais sobre marketing digital, pois também será necessário atuar na internet.

Isso significa que, além do atendimento presencial, o corretor de seguros precisa saber construir sua autoridade nas redes sociais e até mesmo por meio de um blog, fornecendo informações relevantes para os clientes.

Realizar campanhas no Google, Facebook, Instagram e até mesmo no TikTok é fundamental para se aproximar ainda mais do público-alvo.

Vale destacar também que, além dos conhecimentos em marketing e das habilidades que precisam ser desenvolvidas, o profissional precisa ter um grande conhecimento sobre o mercado financeiro.

Foi possível entender o que é corretor de seguros? Se sim, compartilhe essa matéria e contribua para melhorar o conhecimento de mais pessoas.

O que faz um corretor de seguros?

Um corretor de seguros atua como intermediário entre os segurados e as seguradoras. Ele assessora e orienta os clientes na escolha do seguro mais adequado, realiza a intermediação na contratação e renovação das apólices, além de prestar suporte em caso de sinistros, garantindo que o processo de indenização seja ágil e justo.

Qual é o salário de um corretor de seguros?

O salário de um corretor de seguros pode variar dependendo de vários fatores. Em média, ele pode receber um salário mensal fixo, além de comissões proporcionais às vendas realizadas. Esses valores variam, mas em média giram em torno de R$ 3.900 fixos e mais 20% de comissões.

O que é preciso para ser um corretor de seguros?

Para se tornar um corretor de seguros, é necessário ter 18 anos completos, ter concluído o ensino médio e obter o registro na Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), órgão regulador do setor. Para isso é necessário ser aprovado no Exame para Habilitação de Corretores de Seguros.

Quem não pode ser corretor de seguros?

Algumas restrições são aplicadas para determinadas pessoas exercerem a profissão de corretor de seguros. Pessoas com restrições legais, como condenações criminais, ou aquelas que tenham sido punidas anteriormente pela SUSEP podem ser impedidas de se tornarem corretores.

Quanto tempo dura o curso de corretor de seguros?

A duração do curso de corretor de seguros pode variar dependendo da instituição e do formato do curso. Em geral, os cursos de formação técnica em corretagem de seguros têm uma carga horária média de 300 a 500 horas, podendo ser realizados em períodos intensivos ou distribuídos ao longo de vários meses.

Sobre o autor

Equipe Empiricus

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.