As três fases em cripto

“Even if you are 100% cash, you’re still 100% long the financial system. Owning crypto is one path towards moving outside this system, and hedge […]

“Even if you are 100% cash, you’re still 100% long the financial system. Owning crypto is one path towards moving outside this system, and hedge against systemic risks (see 2008 banking crisis, 2011 European sovereign crisis and 2018 EM currency crisis).”

Jeff Dorman, sócio do Arca, fundo dedicado a cripto

 

Jeff Dorman dedicou 18 meses para conversar com mais de cem investidores institucionais nos Estados Unidos e a sua impressão após tantas reuniões não poderia ser melhor.

Segundo o head de trade do Arca, os fundos de endowment (patrimoniais), family offices, fundos de pensão, bem como os institucionais no geral, estão dispostos a entender e investir nessa classe de ativos.

No entanto, boa parte deles ainda está provando desse mercado com muita cautela, pois se encontram ainda no começo da sua jornada no mundo cripto.

Outro grupo, obviamente menor, já começa a avaliar essa classe de ativos, assim como considera investir em fundos com maior risco intrínseco.

Por último, um grupo ainda menor já domina muito bem o assunto e está pensando em alocação imediata.

Mesmo assim, o “big money” ainda não dá sinais de estar realmente irrigando o mercado cripto. E acredito que isso se deve à ausência de um catalisador.

Assim como foram os ICOs em 2017, falta ainda algo que faça esses investidores se mexerem e acelerarem suas montagens de posição nesse mercado.

Não que eu esteja cobrando isso, afinal, uma tese de investimento tem que ser bem construída para ser colocada em prática.


Leitura recomendada

Luciana Seabra mostra como lucrou (e ajudou os leitores a lucrarem) muito com ações sem precisar comprar ações. Ela ensina os assinantes da sua séria a investirem da mesma forma que os maiores investidores profissionais do mercado financeiro. E tudo depende de uma simples atitude, que pode te mostrar esse novo mundo de rentabilidade em menos de 24 horas. Veja aqui o recado que ela gravou.


Logo, os fundos precisam de tempo para avaliar e reavaliar suas crenças, para só então apostarem a favor desse mercado, mesmo que percentualmente pouco.

Isso se deve até ao modo como os investidores se aproximam desse mercado. Como já disse algumas vezes, não é um caso de amor à primeira vista; longe disso.

O primeiro encontro com a tese cripto começa quase sempre por meio do bitcoin e é cercado de ceticismo quanto à tecnologia.

Mesmo assim, por algum motivo, dedica-se algum tempo estudando o que são criptomoedas e criptoativos.

Geralmente, essa segunda fase leva alguns meses (de três a seis) para criar algum senso de otimismo, mas ainda mergulhado em um mar de confusão.

Então, pelos próximos seis meses, decide-se investir alguma coisa nesse mercado e, primordialmente, continua-se estudando-o.

Por fim, chegam a paixão e a epifania, e você vai dedicar os próximos anos da sua vida a esse mundo.

É maravilhoso ver que alguns dos nossos assinantes no Empiricus Crypto Alert já chegaram a esse terceiro estágio.

Claro que os investidores que estão em alguns desses três estágios acima mencionados são apenas aquele 1 por cento dos inovadores que topam o risco por estarem envolvidos com algo novo.

Bem aos poucos, essa pequena parcela da população vai crescer e se tornar o dobro, o triplo e até o quádruplo do que é hoje.

Essa evolução passa pela usabilidade que os projetos devem ter no futuro, além disso, o catalisador passa também pelas suas características intrínsecas e únicas permitidas pela descentralização, como a dificuldade de serem desligadas por um governo.

Projetos como o Veil, que criou uma plataforma para apostas utilizando a plataforma da 0x (corretora descentralizada) e a Augur (plataforma de prediction market) são uma das apostas para entregar usabilidade e praticidade ao usuário final.

Muito mais que isso: se comprovada a demanda de um mercado por apostas e derivativos descentralizados, dificilmente algum governo vai conseguir impedir o seu crescimento.

Vide o caso da etherdelta, na qual apenas o seu dono conseguiu ser punido, mas a corretora continua de pé.

Funciona como uma caixa de Pandora; depois de aberta não tem mais volta.

No momento, o bitcoin é negociado no patamar dos 3.600 dólares e os “especialistas” já começam a falar de uma estabilização nesse piso para o próximo bull run.

Se cheguei a achar que existia algum piso, era no valor de 6.400 dólares. Agora penso isso com mais cautela.

Quanto a ser um piso nos preços atuais, acho que as opiniões estão mais dotadas de “wishfull thinking” do que de racionalidade.

Aquele abraço,

André Franco

Inscreva-se em nossa newsletter