“Uma hora o mercado volta”

Caminhamos para o bear market mais longo da história, com mais de 410 dias de mercado em baixa e, sem dúvida, com muita gente ficando […]

“Uma hora o mercado volta”

Caminhamos para o bear market mais longo da história, com mais de 410 dias de mercado em baixa e, sem dúvida, com muita gente ficando pelo caminho.

Sejam eles fundos de hedge que perceberam que estratégias do bull market não funcionaram em 2018, sejam fundações e equipes de desenvolvedores que esgotaram seus recursos e tiveram que sair do jogo muito cedo.

Quem sobreviveu teve que enxugar a casa e mandar muita gente embora.

Mesmo depois disso tudo, ainda existem aqueles que argumentam que “uma hora” o mercado volta, simplesmente porque não tem como ficar assim para sempre.

Não sei, não, uma coisa é falar isso da Bolsa americana ou da economia de um país em desenvolvimento como o nosso, outra coisa é falar de algo tão novo e frágil quanto cripto.

Além disso, esse sentimento de que “vai voltar porque tem que voltar” me parece sempre aquele “wishful thinking” que domina as narrativas atuais do mercado.

ETF será aprovado só ao final do ano? Fidelity e Bakkt postergando suas soluções para o mercado institucional?

Então criamos a narrativa de que está tão ruim, que, na verdade, é bom, porque o ano de 2018 foi repleto de notícias boas e foi um ano ruim.

Logo, a lógica de cripto é reversa e 2019 vai ser um ano bom com notícias ruins a todo momento.

NÃO.

Essa ideia só lhe parece plausível porque você quer que seja.
Papai Noel é plausível para uma criança que quer ganhar presente todo Natal, simples assim.

Caramba, André, vai começar a semana com essa alta dose de pessimismo na minha cabeça?

Bro, só estou te jogando a real. Quer outra real?

Esse mercado realmente vai transformar a forma como nos relacionamos com dinheiro, investimentos e economia em geral.

 

Leitura recomendada

Hoje podemos ter um avanço relacionado à votação do relatório da reforma da previdência na CCJ -- e é esse o posicionamento tático que estamos divulgando para todos os nossos assinantes com base neste contexto. O movimento dos próximos dias pode abrir grandes oportunidades de valorização. Esse é um movimento que pode colocar muito dinheiro no seu bolso. Felipe Miranda gravou uma mensagem com o passo a passo para seus leitores aproveitarem as oportunidades. É bem importante que você também veja.
 

Consequentemente, vai possuir alguns trilhões de dólares em um futuro próximo e quem mais vai ganhar com isso são aqueles que estão nele desde de cedo.

São aqueles que já vivenciaram um bear market ao vivo e sofreram com ele.

Aqueles fundos, empresas e iniciativas que sobreviverão ao maior bear market da história de cripto triunfarão no bull market.

Fundos como o de Andreessen Horowitz, que continuam a comprar partes de empresas no mundo cripto, assim como a Coinbase, que almeja ser a Google para cripto, seguem comprando no bear market e terão seus benefícios em um futuro próximo.

A evolução de tecnologias como essas seguem ciclos de infraestruturas e aplicações em que umas incentivam a criação das outras.

Assim aconteceu com a energia elétrica, aviões, internet e está acontecendo com cripto neste exato momento.

E os fundos que citei acima estão ajudando a construir esses ciclos de infra e apps.

Se você tiver paciência, a recompensa valerá a pena.

Aquele abraço,

André Franco