Dezembro de 2017

It’s time?

Chegou a hora de comprar Bolsa?

Compartilhe:

O Ibovespa acumula queda de quase 10% nos últimos 12 meses. Em 2014, o principal índice da Bolsa brasileira está próximo da estabilidade, apesar de ter passado por muitos altos e baixos. Mesmo sabedores do problema da economia brasileira e da pressão externa exercida pela desconfiança com o ritmo de recuperação global, surge uma pergunta inevitável: a Bolsa brasileira está barata, convidando à entrada?

Primeiro, é importante desapegar o movimento mais recente, atrelado às perspectivas de troca de governo e rali de ações de estatais, de uma figura mais ampla do Ibovespa. Não fosse o respiro proporcionado pelo indício de queda da Dilma nas pesquisas, o retrato do Ibovespa ainda estaria negativo também no saldo de 2014.

Para o curto prazo (restante deste ano) a condição segue de extrema volatilidade atrelada à reeleição de Dilma.

Entretanto, achamos que a combinação risco-retorno ainda não se mostra atraente, a despeito da volatilidade positiva atrelada às eleições. Estaríamos ainda bastante defensivos em Bolsa sob ótica de longo prazo.

Se, em 2013, a queda das ações brasileiras no início do ano se deu, majoritariamente, por problemas internos, agora, apesar do sobreapreçamento da média das ações, encontramos também pressões provenientes da cena externa.

E o momento atual ainda é de alta aversão a risco, de tal sorte que, para comprar ativos não associados a segurança, o investidor exige um grande desconto. Assim, é natural que os múltiplos estejam mesmo abaixo da média.

Mais do que isso, entendemos que os chamados prêmios de risco devem aumentar ainda mais, com valuations ficando ainda mais deprimidos.

Nosso entendimento é justamente que a combinação de afunilamento das condições de liquidez pelo Fed, somado à procura por qualidade num momento de fuga de capitais de emergentes arrastaria consigo a Bolsa brasileira caso, especialmente em caso de não confirmação do cenário de eventual troca de governo.

O efeito commodities

Outra potencial distorção da eventual identificação de barganha no Ibovespa a partir da análise de múltiplos vem da forte dependência de commodities – cerca de dois terços do índice depende das matérias-primas.

É bem ardiloso identificar barganhas em casos de commodities, pois nunca se sabe em que ponto do ciclo estamos. Se a recuperação da economia mundial for mais lenta do que se supõe e/ou os mercados emergentes entrarem em crise, os preços das matérias-primas devem continuar corrigindo para baixo de maneira destacada.

Baixa atratividade relativa

Com a curva de juros Pré-fixados na casa de 11,50% ao ano e a NTN-B 2020 pagando IPCA + 5,8%, a Bolsa perde atratividade relativa. Tanto pelo efeito de que os ativos devem negociar a múltiplos mais baixos por conta do maior custo de capital (P/L da renda fixa em torno de 7,5x) quanto pelo efeito fluxo.

Aos níveis atuais da renda fixa, Fundação, que é o grande detentor de recursos na esfera doméstica, dificilmente se atrai por Bolsa, posto que consegue sua meta atuarial sem precisar ir para renda variável. Investidor estrangeiro também não quer muito saber do Brasil e pessoa física está assustada.

Em resumo, achamos que o momento ainda enseja cautela. A combinação riscoretorno não parece convidativa, sobretudo após o rali das últimas semanas. A hora de comprar Bolsa pesadamente vai chegar, mas, a despeito da volatilidade potencialmente positiva atrelada às eleições, ainda não parece ser agora.

P.S. Muitos leitores perguntam como acompanhar os principais eventos diários do mercado. Nós temos a solução perfeita para isso, a newsletter Mercado em 5 Minutos Pro, em que você fica informado sobre dia da Bolsa, e ainda recebe três recomendações diárias para ganhar dinheiro. Saiba mais por aqui.

Não tem tempo para ler agora?

Envie o conteúdo It’s time? para seu e-mail e leia mais tarde.

*Importante: O endereço de e-mail informado deve ser válido para que você possa receber o artigo em sua caixa de e-mail, bem como nossos conteúdos gratuitos sobre investimentos.
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']