Investimentos

Bolsa brasileira valorizou desde o estopim da guerra entre Rússia e Ucrânia; entenda os motivos

Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus, enfatiza ainda que em período de juro alto é que estão as oportunidades de compras de ações

Compartilhar artigo
Data de publicação
24 de março de 2022
Categoria
Investimentos

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia está completando um mês. Nesse período, a Bolsa brasileira teve valorização em torno 5% e, no acumulado de 2021, a alta é de 12%. 

Trata-se de um desempenho vigoroso diante de um ambiente de conflito geopolítico e de altas de juros. 

Nos últimos dias, as bolsas internacionais também mostraram reação, no campo positivo. 

“Foi um mês bom, sobretudo para a gente aqui. De fato, tem o componente de as ações serem ativos reais, então os investidores vão se proteger em empresas contra a inflação. Além disso, tem o bear market de bonds, com a abertura das taxas de juros (referindo-se ao efeito na marcação a mercado). Então, o dinheiro sai dos bonds e vai em direção às bolsas”,  explicou nesta quinta-feira (24/03), em seu grupo Ideias Antifrágeis no Telegram, um dos canais de comunicação com os assinantes da casa.

Conforme ele, a bolsa brasileira desponta em atratividade, um mercado menos complexo em relação aos pares emergentes, bem posicionado geograficamente e que se beneficia com as altas das commodities. Além disso, ações de companhias de qualidade seguem descontadas. 

Já as bolsas da Rússia até voltaram a subir após a reabertura, porém, o contexto por lá é, logicamente, nebuloso. Por sua vez, na China os valuations das companhias voltam a chamar atenção, contudo, o país tem marco regulatório complicado e sujeito a mudanças, o que vem gerando incertezas.  E a Índia tem uma posição ambígua e a Bolsa segue cara. 

Hora de comprar ações

Segundo Felipe Miranda, a Bolsa brasileira prossegue muito barata e que existem excelentes oportunidades para ganhar dinheiro no médio e longo prazo. 

Ele comentou, inclusive, sobre o bate-papo que teve com Cassio Bruno, sócio e gestor da Moat Capital, no podcast RadioCash que foi ao ar nesta semana. 

No episódio, Bruno disse que os investidores devem comprar Bolsa justamente quando os juros estão altos. “É hora de comprar Bolsa, pois quando os juros caírem lá na frente, os múltiplos vão explodir e você ganha dinheiro. Infelizmente, muita gente faz o contrário, sendo que deveria estar aproveitando as ações descontadas agora”, conclui o CIO da Empiricus.

Aproveite e veja agora o desempenho dos ativos na guerra nesta matéria do Seu Dinheiro: Desde a invasão russa à Ucrânia, Ibovespa disparou, dólar e ouro recuaram, e bitcoin teve a maior alta entre os investimentos.