Investimentos

Resultado da 3R Petroleum (RRRP3) no 4T21 veio neutro, mas a ação é a mais barata do setor e tem potencial de valorização de 100%, segundo Felipe Miranda

CIO e estrategista-chefe da Empiricus analisa balanço recente da petrolífera e vê altíssimo potencial de valorização de RRRP3. Para ele, preço do petróleo seguirá em patamar elevado

Compartilhar artigo
Data de publicação
23 de fevereiro de 2022
Categoria
Investimentos

O resultado da 3R Petroleum (RRRP3) referente ao quarto trimestre de 2021 veio neutro, avalia Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus. Segundo ele, a petrolífera foi afetada por altos custos no período. 

“Achei o resultado neutro porque a companhia foi muito afetada ainda por um lifting cost alto, pois está iniciando operações em poços adquiridos da Petrobras e acabou não tendo a eficiência que poderia, além dos elevados custos de energia”, explica. 

Lifting cost, no jargão do mercado, é o custo operacional médio para extrair cada barril de petróleo. 

No 4T21, na 3R, foi de US$ 9,64 por barril de óleo equivalente (boe), alta de 62,8% em relação ao 4T20. 

“A estrutura está mais inchada, pois a companhia segue em crescimento. Então, o custo entra antes e a receita vai entrar lá na frente”, disse o analista sobre o horizonte promissor. 

Resultado da 3R Petroleum no 4T21:

Receita líquida: R$ 250 milhões, alta de 193% em relação ao 4T20

Lucro líquido: R$ 19,7 milhões, revertendo prejuízo de R$ 147 milhões registrado em igual período de 2020.

Ebitda ajustado: R$ 82,62 milhões, aumento de 63,6% 

Margem Ebitda ajustada: 33%, recuo de 26,3 pontos percentuais

Lifting Cost: US$ 9,64/boe, alta de 62,8% em relação ao 4T20

No acumulado de 2021, receita líquida totalizou R$ 727 milhões, um aumento de 256% sobre o ano anterior. A produção diária de barris de óleo equivalente cresceu 31,9% em relação ao patamar de 2020, com lifting cost consolidado de US$ 8,1/boe.

Por sua vez, o Ebitda ajustado foi de R$ 356,11 milhões, um avanço de 567,3% sobre 2020 e a margem Ebitda atingiu 48,9%. 

A 3R fechou 2021 com lucro de R$ 15,99 milhões, ante prejuízo de R$ 276,5 milhões em 2020.

RRRP3 pode dobrar

Felipe Miranda destaca que o preço do petróleo seguirá em patamar elevado, pois há um aperto entre a oferta e a demanda no contexto global, além das incertezas no cenário geopolítico. 

Somado a isso, a transição para uma matriz energética mais limpa, que é importante para o planeta, não se dará da noite para o dia.  

Então, vale os investidores ficarem posicionados. 

No setor petrolífero, a 3R Petroleum (RRRP3) é a sua favorita. “Preferimos maior exposição via 3R, que é a mais barata e com potencial de valorização de 100%”, diz. 

As ações da 3R fazem parte da carteira Oportunidades de Uma Vida, liderada pelo Felipe, e da Microcap Alert, conduzida pela analista Cristiane Fensterseifer. 

Apesar de também gostar da Petrobras (PETR4), o CIO da Empiricus tem uma postura mais comedida, recomendando um aporte menor, em função dos possíveis ruídos envolvendo a empresa, típicos em período eleitoral.

Para ele, a 3R tem boa gestão e condições de decolar com as diversas aquisições de campos realizadas. 

Felipe comentou que a petrolífera está ganhando relevância. Recentemente, a 3R Petroleum foi a empresa escolhida na América Latina pelo Morgan Stanley para compor uma lista de sete ações globais para investir no rali do petróleo

Como é a operação da 3R Petroleum

A companhia tem foco no desenvolvimento e revitalização de campos já maduros com reservas comprovadas de petróleo e gás em terra (onshore) e em águas (offshore). 

Para quem ainda não está por dentro, campos maduros são aqueles que já passaram pelo pico de extração e estão em fase de declínio. Porém, com investimentos em novas técnicas e tecnologias, a produção pode ser ampliada. 

“Temos um portfólio bastante diversificado de reservas, por isso, a 3R praticamente não tem risco exploratório. Nosso foco é na produção e a maior parte dos nossos ativos já vinham sendo operados pela Petrobras, há mais de 20, 30 anos. Então, o risco de execução é menor do que em outras empresas do setor”, explicou Rodrigo Pizarro, CFO e diretor de Relações com Investidores da 3R Petroleum. Ele participou no final de janeiro de uma live no canal da Empiricus no YouTube, comandada pelos analistas Cristiane Fensterseifer e Reydson Matos, da série Microcap Alert

A 3R Petroleum é listada no Novo Mercado e compõe os indicadores Ibovespa e IBrX100 desde primeiro de janeiro deste ano. 

Segundo Pizarro, a companhia fez dois follow-ons no ano passado. No primeiro, em abril de 2021, captou R$ 820 milhões, e no segundo, em novembro, mais R$ 1,5 bilhão. “Isso significou mais valor para a companhia e mais liquidez para as ações”, comentou Pizarro. 

A atua em vários clusters – Rio Grande do Norte, onde estão os Polos Macau e Potiguar (recém adquirido). Na Bahia, onde tem os polos Rio Ventura e Recôncavo, e no Espírito Santo, onde tem o Polo Peroá. 

No ano passado, a 3R adquiriu da Petrobras o campo Papa-Terra, na Bacia de Campos por US$ 105,6 milhões, deal que foi concluído em agosto com aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). 

No fim de janeiro deste ano, a empresa comprou participação da Petrobras no Polo Potiguar, por US$ 1,38 bilhão. Mas na semana passada, informou que devolveu 30% do bloco após avaliar que não tinha oportunidades de geração de valor.  

De acordo com o CFO da 3R, a companhia já tem reservas provadas e prováveis (2P) de 264 milhões de barris de óleo equivalente (boe). E a produção diária já supera 25 mil boe.

Vale a pena assistir ao programa Cara a Cara com 3R Petroleum na íntegra para se aprofundar na sua dinâmica de negócios. Clique aqui.