Investimentos

Se você ganha mais que R$ 1.903,99 por mês, pode ter direito a receber uma parte dos seus impostos de volta; entenda

Você sabia que pode ter direito a receber, em 2022, uma parte dos impostos pagos ao longo de 2021? É claro que o governo não faz muita questão de divulgar isso, mas qualquer brasileiro que ganha mais do que R$ 1.903,99 mensais pode estar enquadrado nas regras de devolução dessa verba. O prazo para ficar […]

Compartilhar artigo
Data de publicação
18 de novembro de 2021
Categoria
Investimentos

Você sabia que pode ter direito a receber, em 2022, uma parte dos impostos pagos ao longo de 2021? É claro que o governo não faz muita questão de divulgar isso, mas qualquer brasileiro que ganha mais do que R$ 1.903,99 mensais pode estar enquadrado nas regras de devolução dessa verba. O prazo para ficar apto, contudo, acaba no dia 31 de dezembro deste ano.

Apenas os cidadãos com essa faixa de renda se encaixam porque quem ganha menos do que R$ 1.903,99 está isento do pagamento do Imposto de Renda. E o dinheiro a ser resgatado vem exatamente de uma verba paga ao Leão ao longo do ano que fica travada e pode ser devolvida.

Basicamente, isso acontece por um motivo simples. Nem toda a renda tributável auferida pelo contribuinte entra na base de cálculo para o IR. Em outras palavras: nem tudo o que você ganha é passível da cobrança de impostos.

Acontece que, ao receber seu salário, o trabalhador já ganha um valor descontado, com o Imposto de Renda retido na fonte. No momento da declaração para a Receita Federal, contudo, o contribuinte pode fazer deduções de tudo o que recebeu, reduzindo o imposto a ser cobrado. Esse processo de ajuste é chamado de restituição.

SAIBA COMO ENGORDAR SUA RESTITUIÇÃO E RECEBER PARTE DOS SEUS IMPOSTOS DE VOLTA

Imaginemos alguém que ganha R$ 10 mil por mês (vamos ignorar o 13º e outras fontes de renda para facilitar a explicação) e faz deduções anuais de R$ 20 mil:

Todo mês, esse contribuinte paga R$ 1.683,74 de Imposto de Renda, totalizando, em 12 meses, R$ 20.086,08. Contudo, esse valor corresponde aos R$ 120 mil obtidos com salários ao longo do ano. Se ele fizer deduções de R$ 20 mil na declaração do IR, deverá pagar imposto apenas sobre a diferença de R$ 100 mil.

Portanto, o governo terá de restituir o imposto pago sobre a diferença (R$ 20 mil). Como esse contribuinte está na alíquota máxima (27,5%), ele receberia R$ 5.500.

[GUIA GRATUITO] VEJA COMO PAGAR MENOS IMPOSTO DE RENDA EM 2022

Quanto mais deduções você faz, maior é o valor a ser recebido

O segredo para receber de volta seus impostos, portanto, está em conseguir arrumar o máximo possível de deduções para fazer na sua declaração. Tradicionalmente, despesas médicas e educacionais entram nessa conta – e por isso é comum pedir o recibo em consultas particulares, por exemplo.

Bom, mas se para aumentar as deduções, o contribuinte precisa gastar, não adianta muita coisa né? Acontece que existe uma maneira de deduzir valores do Imposto de Renda, sem gastar, mas optando por investir parte do dinheiro em produtos com benefícios fiscais.

Embora o governo não divulgue, esse investimento funciona como uma despesa médica: você declara e abate do seu Imposto de Renda. Entretanto, esse dinheiro continua sendo seu e rendendo na sua conta.

Ficou interessado? Clicando no botão abaixo, você pode baixar um guia gratuito sobre como fugir da mordida do Leão – ou ao menos deixá-la menor em 2022 – e ainda fazer seu dinheiro se multiplicar.

[DOWNLOAD GRATUITO] BAIXE O GUIA DE COMO RECEBER PARTE DO SEU IMPOSTO DE RENDA EM 2022