Investimentos

Sócio de research e economista da USP dá a receita para sobreviver ao bear market

Indicador de volatilidade, se utilizado de forma inteligente, pode ser uma ferramenta “anti-crise” para alguns investidores

Compartilhar artigo
Data de publicação
29 de julho de 2022
Categoria
Investimentos
Fonte: Pexels

Muito tem se falado sobre a crise econômica, mas pouco se menciona sobre meios e  oportunidades de sobreviver, ou mesmo se proteger dessa fase caótica.

De fato, o cenário macroeconômico não é dos melhores. Pelo contrário, são tempos extremamente delicados para a população. Apesar de já estarmos deixando de sofrer os impactos diretos da pandemia, ainda existem reflexos econômicos fortes.

Nos Estados Unidos, os juros em alta estão afetando diretamente as bolsas de valores ao redor do mundo. No Brasil, o cenário eleitoral vem rendendo uma série de discussões e trazendo muita volatilidade para diversos ativos.

Todos esses fatores impactam pontualmente no bolso da população e, especialmente, dos investidores. Afinal, em meio a tantos eventos negativos, as quedas das cotações têm sido inevitáveis. 

E nem mesmo o Bitcoin tem resistido ao momento atual; aliás, já tem alguns meses que os criptoativos enfrentam uma fase terrível e nem mesmo esboçam sinais de recuperação.

Diante de toda esta “maré vermelha”, fica quase impossível enxergar formas inteligentes de agir e se proteger de todos esses acontecimentos. No entanto, a situação não precisa ser tão desesperadora quanto parece. 

Para o economista da Empiricus, Rodolfo Amstalden, os momentos de crise são justamente os mais decisivos para um investidor.

“Sua atitude neste momento pode determinar o seu sucesso ou o seu fracasso”. – Rodolfo Amstalden

Amstalden, além de co-Fundador da maior casa de análises financeira independente do país, a Empiricus, também é economista pela Universidade de São Paulo e analista CNPI

Ao comentar sobre a fase precária para o setor econômico, Rodolfo explica como muitos investidores devem aproveitar a crise e usar a volatilidade para potencializar seus ganhos no longo prazo.

Drawdown: do pior momento a melhor oportunidade; veja como usar a volatilidade a seu favor

Seja você um veterano ou recém chegado no mercado financeiro, se não conhece e nem ouviu falar em Drawdown, ao menos deveria se atentar a relevância desta palavra para os seus investimentos em ações.

O termo em inglês, que em sua tradução livre significa “rebaixamento”, é muito utilizado no mercado de ações como um indicador de volatilidade, durante os momentos mais críticos do setor.

Para que você entenda melhor, os especialistas em economia e analistas de investimentos utilizam o Drawdown para mensurar de quanto foi a queda do valor de um ativo em relação a sua cotação máxima.

E a partir desta análise, é possível obter informações cruciais sobre as perspectivas futuras  daquele ativo. E melhor: aproveitar o momento de queda para comprar os que possuem maior potencial de retorno, com um preço bem abaixo de mercado.

Afinal, a lógica desta metodologia consiste justamente nisso: comprar bons ativos em momentos de crise, a preços de banana. Assim, você fortalece seu portfólio e pode conquistar lucros exponenciais quando o melhor cenário vier.

Mas para isso é necessária, além de conhecimento de mercado, uma boa dose de paciência e persistência. Segundo Rodolfo Amstalden, grande parte dos investidores de renda variável passam pelo menos, 75% do tempo na zona de Drawdown

Geralmente, é neste momento que muitos acabam “abandonando o barco” ou mesmo desistindo de investir. Desta forma, deixando escapar a oportunidade de potencializar seus ativos e obter melhores resultados na retomada do mercado.

“Se você aproveita o Drawdown para comprar mais e reforçar suas posições a preços mais favoráveis com bons ativos, você acaba potencializando os seus investimentos, para buscar lucros significativos após os momentos críticos”. – Rodolfo Amstalden

Drawdown na prática

Ao contrário do que muitos pensam, o indicador não é uma exclusividade apenas de especialistas em investimentos. Pelo contrário, o ideal é que todo investidor tenha conhecimento deste método e aplique em seus investimentos.

Então, na prática você deve aproveitar os momentos de queda, avaliar criteriosamente os ativos com maior potencial no longo prazo e comprar boas quantidades.

Mas, é claro, como tudo na vida, isso deve ser feito com moderação e o devido respaldo. Rodolfo recomenda que, se você investe em qualquer classe de investimento, deve ter o máximo de conhecimento possível sobre o mercado, para evitar não sofrer os impactos externos da economia.

O analista pontua que você tenha uma carteira de investimento sólida e diversificada. Mas, acima de tudo, preparada para todo tipo de evento.

“A estrutura do seu portfólio deve ser semelhante a de uma casa. Assim como você constrói um lar, pensando em todos os eventos climáticos que pode atingi-lo, você deve pensar em todos os impactos que os seus investimentos podem sofrer, diariamente”. diz o economista.

Ou seja: além de utilizar o Drawdown para obter os melhores ativos por preços mais baixos, você também deve se atentar à composição da sua carteira como um todo. Focando sempre no longo prazo e optando por ativos que lhe garantam alguma segurança.

E acredite, você já pode montar o seu portfólio com os melhores ativos do mercado, sem precisar ser um especialista em economia nem mesmo pagar um assessor de investimentos para isso.

É investidor e quer potencializar os seus lucros? Solicite gratuitamente o seu ‘guia financeiro vitalício’

Não importa qual seja a sua idade, ou o tamanho do seu patrimônio. Se você investe em qualquer classe de ativos, precisa ter o máximo de conhecimento possível sobre o assunto, para buscar garantir o máximo de retorno possível.

Pensando nisso, a Vitreo está disponibilizando gratuitamente uma imersão dedicada a sua jornada  financeira.  O curso se chama Ciclo de Vida, e tem como principal objetivo, te munir de todos os conhecimentos necessários para investir corretamente, em todas as fases da sua vida.

A capacitação é ministrada pelo economista Rodolfo Amstalden em parceria com o analista de investimentos Richard Camargo.

E neste trajeto, você terá o know how de dois grandes nomes do mercado financeiro ao seu alcance, e irá aprender a investir da forma mais adequada em cada etapa da sua vida.

Além disso, você também aprenderá tudo sobre:

  • Passo a passo para começar a investir;
  • Critérios para escolher bons investimentos;
  • Como planejar o seu ciclo de vida e poder se aposentar aos 40, ou o quanto antes; e
  • Drawdown na prática.

Através deste curso, você ainda receberá duas bonificações exclusivas para te ajudar no planejamento da sua vida financeira.

E pode ficar sossegado, para ter acesso a este curso e seus benefícios, você não terá de gastar nenhum centavo. Todos esses presentes estão sendo disponibilizados como cortesia da Vitreo.

Para acessar todos esses presentes gratuitamente, basta clicar no botão abaixo:

Sobre o autor
Pompeu Filho