S01E21 – Duck Tale

Nosso analista com cara de mau explica a diferença entre preço e valor e te apresenta três opções para entrar na Bolsa de Valores.

S01E21 – Duck Tale

Imagine um pato andando sobre uma linha branca pintada no chão. Essa linha tem algumas escalas, ou números.

Amarrada em uma das patas do pato está uma bexiga.

Quem já observou patos pelo mundo, sabe: patos não ficam parados. Tudo bem, o Pato ficou parado ali no ataque do Corinthians um tempão, mas até ele se mexeu e foi atrás da Fiorela.

Conforme o pato anda, a bexiga também se movimenta para frente e para trás.

Em alguns momentos, a bexiga está à frente do pato, em outros, atrás.

Agora, imagine que entre você e o pato há um muro e tudo que você vê é a bexiga.

Você só vê a bexiga indo para frente e para trás.

Você sabe que há um pato, sabe que ele se mexe e sabe que ele tem influência sobre a bexiga.

Mas, o pato mesmo, é invisível.

Além do movimento do pato, a bexiga se move de acordo com o vento.

Assim, a localização da bexiga pode ficar por longos períodos descolada da movimentação e da posição do pato.

Dado esse cenário, há dois jogos possíveis.

Você pode olhar para a bexiga e tentar descobrir padrões de comportamento.

Observa o vento, a temperatura do ar, pressão atmosférica e todas as variáveis que consegue medir.

Contrata meteorologistas, garotas do tempo e até índios para fazer dança da chuva.

Com suas observações, começa a prever para onde vai a bexiga.

Nesse primeiro jogo, que se lasque o pato – ele poderia ser cozido, assado ou laqueado.

Foco na bexiga – o importante é saber se ela vai para frente ou para trás.

Em um segundo jogo, o que te interessa é o pato.

Você contrata os melhores ornitólogos, assiste ao Animal Planet 24 horas por dia, se interessa por hábitos migratórios e, no fim de tudo, calcula se a bexiga está atrás ou à frente do pato.

Não importa qual jogo você escolhe jogar e nem como decide jogar.

Não existem regras, você pode pedir a ajuda de quem quiser, pode subir em escadas, comprar drones, aparelhos de ultra-som e até construir um satélite especificamente para geolocalização referenciada de patos.

Nada do que fizer vai mudar a verdade constante e inexorável.

Você nunca, nunca mesmo, vai ver o pato.

No máximo, vai ter uma boa ideia de onde ele está, mas jamais terá certeza.

Agora, troque pato por valor e bexiga por preço.

Bem-vindo à análise de ações.

De uma forma geral, o preço de uma ação exprime quanto o mercado está disposto a pagar para ter participação em uma determinada empresa.

E, bem, você deveria comprar algo pelo valor que tem. Ou seja, os preços das ações deveriam exprimir o valor das companhias.

Mas não é sempre assim. As oscilações de mercado (o vento) podem fazer com que o preço (a bexiga) se mova para cima e para baixo, mesmo que o valor (o pato) fique parado ou até mesmo ande na direção contrária.

Se você é um fundamentalista, o que te interessa é onde está o pato. Vai tentar de toda forma definir o valor da empresa.

Você pega o lucro, margem, receita, estimativa de dividendos, faz planilhas, conversa com os gestores, com o RI, concorrentes.

Lê jornais, vai na fábrica, compra o produto, liga na concorrência.

Joga tudo num liquidificador, filtra bem, dá uma guaribada com alguns outros temperos e, pronto, está lá o seu valor.

Você compara o resultado da sua análise com o preço de tela da ação e, se estiver barato, compra. Se estiver caro, vende.

Parece complexo, né?

Pois saiba que teve gestor que até inscreveu analista no vestibular e depois fez a matrícula na faculdade enquanto estudava uma empresa de educação.

O processo fundamentalista consiste em conhecer a empresa ao máximo para, então, ter uma boa ideia de seu valor. Com base em estudos profundos e meticulosos, toma-se a decisão de compra e venda.

Faz sentido para você?

Se faz, você deveria dar uma olhada no Melhores Ações da Bolsa, onde o Bruce Barbosa se dedica aos ensinamentos do mestre Warren Buffet, provavelmente o maior investidor fundamentalista de todos os tempos.

Se você quiser saber quais as melhores métricas e como descobrir o verdadeiro valor das empresas, é o seu produto!

Para quem não acredita muito nessa história de valor, temos os analistas técnicos.

Para eles, o comportamento do preço (bexiga) pode ser explicado pelos movimentos do mercado, pelo gráfico na Bloomberg, pelas tendências, suportes, resistências, algoritmos e contas fascinantes.

Olhando para a tela, com números verdes e vermelhos piscando freneticamente, os técnicos acreditam que dá para saber para onde vai o preço sem saber nada sobre as ações.

Quem acompanha o mercado sabe que, por diversas vezes, é assim mesmo.

Não raro, as bexigas flutuam completamente  descoladas de seus patos – respondem a estímulos que nada têm a ver com valor. São funções das vontades do vento (ou do mercado).

Se você, como o velhinho de UP, só quer saber de balões e bexigas, seu negócio são as ações e seus preços. Seu jogo é o Trader Pro.

Conteúdo diário de análise gráfica, sem enrolação.

Recomendações simples e diretas para aplicação prática.

Agora, se você acha que os dois fazem sentido – que há um valor nas empresas, mas que é preciso respeitar os sinais do mercado, então, temos uma mistura das duas fórmulas. No Double-X, o Gabriel usa análises gráficas e técnicas misturadas com fundamentos para selecionar os melhores trades de curto/médio prazo para você.

Pode parecer que não.

Mas estamos caminhando para um país melhor, pelo menos no que diz respeito à questão fiscal.

Mesmo em meio a toda essa lama política, o Ibovespa já apresenta uma alta de mais de 70 por cento desde a mínima, em janeiro de 2016.

Se as reformas continuarem passando e o cenário político se estabilizar, as chances de que continuemos nesse processo de valorização é grande.

Com três opções para entrar no mercado de ações, seria loucura ficar de fora da festa!

Links Recomendados

:. Renda fixa. Só que não.

:. JBS e BRF na cadeia

:. A NOVA OPORTUNIDADE DE UMA VIDA

Conteúdo relacionado