Times
Mercado

O que é swing trade? Saiba como funciona e se esse tipo de operação vale a pena

O Swing Trade é um tipo de operação de mercado onde um ativo é negociado (comprado e vendido) no curto prazo. Saiba mais sobre como funciona um swing trade.

Por Equipe Empiricus

25 de janeiro de 2023, 22:36

Imagem representando o swing trade, mostrando uma tela com gráficos e indicadores financeiros.

O swing trade é uma estratégia interessante para novatos na bolsa de valores, permitindo que os mesmos ganhem experiência através de operações planejadas. Assim, além de representar uma modalidade atrativa, oferece oportunidades de ganhos muito satisfatórias.

Porém, é necessário salientar que o swing trade é um investimento de risco, por isso demanda certas atitudes e conhecimentos, para que possa ser utilizado da melhor forma.

O que é swing trade?

Swing trade é a nomenclatura dada à estratégia usada na bolsa de valores, que está concentrada em investimentos de curto e médio prazo. Nesse sentido, tal estratégia visa encontrar oportunidades nas tendências do mercado, para então lucrar com o desempenho das ações, contratos futuros e demais tipos de ativos.

Apesar de ser uma estratégia mais planejada e com tempo maior de desdobramento, o swing trade ainda conta com riscos operacionais, como grande parte das operações financeiras.

Em comparação com o day trade, essa modalidade traz maior tranquilidade para o trader, já que dispensa a agilidade nas operações, evitando ações impulsivas.

Por outro lado, as operações day trade oferecem boas oportunidades de compra e venda rápidas, para aqueles que têm capacidade técnica suficiente para identificar o momento certo!

Como funciona o swing trade?

Para investir nessa modalidade, o trader precisa estudar análise técnica ou análise gráfica. Para isso, o mesmo deverá usar gráficos diários, seja ele o de 60 minutos ou intraday, para entender as flutuações do mercado financeiro e poder responder de forma eficiente.

Isso quer dizer que para ser um swing trader é necessário muito estudo, para entender como os gráficos da bolsa de valores funcionam e como eles podem ser lidos. Então, diferente do que muitos pensam, um investidor dessa modalidade jamais deverá agir com especulação ou intuição.

Através da modalidade swing, o investidor pode levar o dia a dia com muito mais facilidade, tendo ganhos em curto prazo mas sem ter que acompanhar as operações ponto a ponto. Assim, o mesmo pode desenvolver outras atividades, diferente dos day traders e scalpers, que fazem muitas operações durante o dia.

No geral, a análise gráfica é a parte fundamental do processo de swing trading, além disso é muito importante respeitar os stops de entrada e saída, como nos demais investimentos.

Quando o mercado apresenta tendência, o swing trade tem mais oportunidades para lucro, já quando o mesmo está consolidado, é difícil prever o que irá acontecer no futuro.

Quais são as principais estratégias de swing trade?

Para uma estratégia ampla, o trader precisa estar atento a elementos como:

  • Noticiários de economia, negócios e política: isso porque são esses canais que irão noticiar os acontecimentos que afetam diretamente as empresas que compõem a bolsa de valores. É através dessas informações que será possível identificar tendências e solavancos que podem ocorrer no dia a dia, o que afeta diretamente o swing trader;
  • Tempo para estudos: assim como outras modalidades de investimento, o swing trade exige muito estudo. Assim, o investidor conhecerá as ferramentas adequadamente, para então poder realizar análises com qualidade técnica;
  • Relatórios de análise feitos por corretoras e demais instituições financeiras: esses documentos, comumente disponibilizados para os clientes, oferecem indicações e recomendações de ativos interessantes para muitas estratégias de investimento.

Diferenças entre swing trade, day trade e position

A diferença primordial entre o day trade, swing trade e position está relacionada ao tempo de duração de cada uma dessas operações. Nesse sentido, o day trade é a modalidade em que a operação pode ser realizada em apenas alguns minutos. Então, a cada fim de pregão, o trader zera as suas posições e pode recomeçar no outro dia.

Já no caso do position trade, também conhecido como buy in hold, as ações são compradas sem data prevista para a venda, de acordo com a análise do investidor, já que o mesmo tem o objetivo de investir a longo prazo e não de especular.

Desse modo, os investidores positions podem acompanhar os gráficos para entender qual o melhor timing, mas seu objetivo é encontrar as melhores oportunidades com o passar dos anos e a previsão de desempenho do seu ativo.

O lucro do position trade vem de dividendos (lucros de empresas que são compartilhados com os acionistas). Além disso, caso os papéis venham a cair, os investidores continuam comprando, pois veem na queda a oportunidade de lucrar com a subida no futuro.

Visto isso, o swing trader é um tipo de operador que está entre a modalidade day trade e position trade.

Quem pode operar swing trade?

Podem existir tanto traders profissionais quanto amadores. Assim, qualquer pessoa pode realizar uma operação de swing trade, mas é essencial que a mesma tenha um curso preparatório e entenda plenamente como exercer a análise de dados.

Operar no mercado financeiro tem se tornado cada vez mais fácil. Contudo, essa não é uma opção ideal para qualquer um. Isso porque estratégias como o swing trade necessitam de muito conhecimento, bom timing e perfil condizente.

Então, o trader precisará ter tolerância ao risco elevado, saber tomar decisões em momentos de tensão, estar a par dos acontecimentos políticos e econômicos e saber identificar como os mesmos impactam nas flutuações de mercado.

Qual a diferença entre um trader profissional e um amador?

O swing trade não é uma estratégia especulativa, mas uma forma de investimento que demanda conhecimentos específicos.

Nesse sentido, o trader profissional é aquele que faz dessa função sua área de atuação. Para isso, os mesmos se graduam em cursos como economia, finanças e administração.

Por conseguinte, no ano de 2003, o CMN (Conselho Monetário Nacional) determinou que os profissionais qualificados como traders devem comprovar sua formação sobre mercado de valores. Assim, os mesmos devem ter certificação aprovada pelo conselho.

Já no caso dos amadores, aqueles que atuam por conta própria, não é necessária comprovação por meio de certificado, já que as operações não são feitas para terceiros.

Day trade descomplicado: receba dicas de especialistas da Empiricus Investimentos gratuitamente, direto no seu WhatsApp. Cadastre-se aqui. 

Quais são as vantagens e desvantagens do swing trade?

Entre as vantagens, temos maior racionalidade no tempo de resposta, já que não é preciso acertar o movimento no dia em questão. Nesse sentido, como as operações costumam durar alguns dias, o trader tem tempo para analisar se as tendências vão ou não se concretizar.

Além disso, você terá mais tempo para se dedicar a outras atividades, já que a modalidade swing não exige atenção exclusiva.

Existe ainda a relação de custos, que para o swing trade é menor. Isso porque as corretoras cobram taxas de corretagem por operação realizada, assim como o mercado cobra emolumentos. Então, realizar um número de operações menor, através do swing trade, é uma forma de economizar dinheiro.

Já no quesito desvantagens, temos a instabilidade de mercado, que pode apresentar situação desfavorável no momento em que o investidor está prestes a obter seus lucros, o risco que os ativos apresentam de não recuperação, o que poderá ocasionar grandes prejuízos e demais problemas com a empresa que detém as ações.

Quais são os riscos do swing trade?

Um dos maiores riscos do swing trade é a “empolgação” do trader. Isso porque é comum a prolongação de operações de forma desnecessária, o que pode ocasionar a perda de ganhos anteriormente alcançados.

Devido a duração de vários dias, o trader pode se sentir estimulado e permanecer em uma operação, mesmo que seu objetivo já tenha sido conquistado, com o ideal de alcançar ainda mais lucros ou recuperar um prejuízo, fator último que pode piorar a perda.

Sob esse aspecto, os especialistas indicam o uso das ferramentas de stop loss e stop gain, reforçando veementemente a sua importância para a segurança do swing trade.

Tais ferramentas permitem que o trader encerre a operação automaticamente, assim que atinge o valor previamente determinado.

Taxas e tributação do swing Trade

Existem taxas de corretagem que são cobradas a cada ação que o trader realiza na bolsa de valores. Assim, são alocadas cobranças distintas, sejam com taxas fixas de R$10,00 ou R$20,00, por exemplo, que serão cobradas de acordo com a compra ou venda.

O sistema de taxas tem caráter variável, baseado na “tabela Bovespa”, que é a referência usada para esse modelo.

Além disso, determinadas corretoras podem cobrar taxa de custódia, responsável por garantir a guarda das ações por um longo tempo. Contudo, muitas instituições isentam os traders desse tipo de custo.

Por fim, é importante salientar que existe incidência de Imposto de renda sobre o swing trade, com alíquota de 15% sobre o lucro obtido. Por isso a análise dos valores e pagamentos devem ser realizados mensalmente pelo trader, através do documento de arrecadação de receitas federais (DARF)

Para investidores que venderam ações abaixo de R$20 mil por mês, existe ainda a isenção do IR, aplicada a todos os presentes na bolsa.

Como fazer operações de swing trade?

  1. Primeiramente, você precisa abrir uma conta em uma corretora de sua preferência;
  2. Em seguida, acompanhar o Home Broker (sistema disponibilizado pela corretora para que você tenha acesso ao pregão do mercado) para realizar as ordens de compra e venda na bolsa de valores;
  3. Através da sua pesquisa de mercado, entender quais operações de compra e venda são melhores, de acordo com as tendências que foram identificadas;
  4. Insira o código da ação, a quantidade e preço desejados. Então, quando surgir um vendedor, a compra será executada.

Esse é um exemplo de como realizar um swing trade numa corretora. Mas, para que seja feita com maior propriedade, é muito importante a realização do estudo prévio do mercado.

Sobre o autor

Equipe Empiricus

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.