Sentimento de perda vs perda de verdade

Não importa o que eu queira falar hoje. Qualquer que seja o assunto, não dá para simplesmente ignorar o que está acontecendo com o mercado […]

Compartilhe:
Sentimento de perda vs perda de verdade

Não importa o que eu queira falar hoje. Qualquer que seja o assunto, não dá para simplesmente ignorar o que está acontecendo com o mercado inteiro de criptoativos.

O preço do principal ativo do mercado mergulhou 28 por cento em uma semana e, como os criptoativos são muito correlacionados, o total market cap de cripto caiu de 210 bilhões de dólares para cerca de 150 bilhões.

Nesses momentos, a galera do “eu avisei que era bolha” saiu da toca para se vangloriar do que foi dito a priori.

E você, que acredito estar posicionado nesse ativo, deve ter sofrido, assim como eu, durante esses sete longos dias.

Segundo Kahneman, Prêmio Nobel de Economia, a dor da perda é duas vezes maior do que a alegria do ganho. Se você viveu o ciclo do ano passado, sabe do que ele está falando.

Ganhar 2 mil dólares em bitcoin no ano passado era uma coisa, perder 2 mil dólares da moeda hoje é bem pior.

Mas “iai, bro”? O que você faz agora? Sai do mercado assumindo as perdas ou continua na batalha?

Primeiro, vamos a um famoso tuíte, bem emblemático para mim:
“Bem, o bitcoin estabilizou aproximadamente em 14 dólares por moeda. Eu estou cansado de esperar um salto, então vou assumir minhas perdas e pegar meu dinheiro de volta.”

Não preciso falar se Tom tomou ou não uma boa decisão de sair do mercado, não é mesmo?

Pois bem, é em momentos como esse que ocorre a chamada capitulação do mercado, na qual os investidores que estavam esperando reverter as perdas desistem e vendem, assumindo perdas.

Leitura recomendada

Nosso editor André Franco encontrou, em Nova York, uma única criptomoeda com potencial para multiplicar seu dinheiro em 93 vezes . E, se você está preocupado com a queda do mercado de cripto, saiba que essa valorização astronômica tem TUDO A VER com a recente queda do Bitcoin. Acesse aqui e entenda tudo sobre essa oportunidade de multiplicação, que estamos chamando aqui na Empiricus de A CHANCE DO SÉCULO.

É dessa forma que vejo essa queda da última semana. Aqueles que investem em cripto uma parte relevante do seu portfólio também investem em outros ativos de risco no mundo todo.
E, apesar de os criptoativos serem pouco correlacionados com outros ativos, na sua recente história, tudo acaba sendo um prêmio de risco para o investidor.

Com o mercado mundial avesso ao risco e vendendo esses ativos, cripto passa a ser uma opção também para se fugir também.

Afinal, se tem uma coisa que cripto tem é risco.

Você mesmo já viu o que aconteceu: efeito manada puxa os preços cada vez mais para baixo, daí vemos quedas tão abruptas de uma hora para outra.

Mas você se lembra do combinado que sempre faço, sobre como investir em cripto?

Pois bem, vou relembrar aqui: invista aquilo que pode perder e no máximo até 5 por cento do seu portfólio total.

E sabe por que essa é a regra de ouro?

Porque em momentos como esse, de queda, é muito mais fácil você decidir por permanecer no ativo do que ser mais um dos vendedores.

Em termos mais práticos do mercado tradicional, é como se você tivesse comprado uma opção sem vencimento.

Se o mercado cripto der certo, parabéns, você ganha! Se ele der errado por muito tempo, e der certo em algum momento, você ganha também.

Só existe perda se o mercado inteiro realmente não valer nada, ou seja, tudo passar a valer zero. Eu não consigo acreditar que isso vá acontecer. É um mercado imenso!

Mesmo assim, posso estar errado; por isso, a sua maior segurança seria ter investido pouco.

Então, coloque essa regra de bolso em prática e HODL!

Aquele abraço,