Um total de 0 acertos

Martinho Lutero era um padre e teólogo alemão e previu uma vez que o mundo terminaria no máximo até o ano 1600. Ele estava errado. […]

Compartilhe:
Um total de 0 acertos

Martinho Lutero era um padre e teólogo alemão e previu uma vez que o mundo terminaria no máximo até o ano 1600.

Ele estava errado.

John Napier foi um matemático e também tinha grandes objetivos na arte de prever o futuro.

De acordo com seus cálculos baseados no “livro do Apocalipse”, o mundo devia terminar no ano de 1688.

Ele também estava errado.

Leland Jensen disse que em 29 de abril de 1986 o cometa Halley iria atingir a Terra, acabando com o mundo como o conhecemos.

E você já deve saber que ele estava errado também.

Grigori Rasputin havia previsto, no início do século 20, que o mundo iria queimar em 23 de agosto de 2013.

É claro que todos nós sabemos que o apocaliptismo é um modo de vida para algumas pessoas.

O mundo vai acabar, o céu vai cair, as pessoas vão morrer e as coisas vão ficar piores.

Até agora, qualquer um que tenha previsto o fim do mundo em toda a história humana tem uma taxa de sucesso de 0 por cento.

Mas também não podemos culpar aqueles que dão ouvidos a esse tipo de previsão apocalíptica.

Pense por um instante; se sua vida vai muito bem, você tem o que temer. Afinal, não é desejo seu que ela piore.

Já se sua vida está indo de mal a pior, você também dará ouvido aos mensageiros do apocalipse, porque pode ser que sua vida fique pior ainda.

É uma condição humana estar sempre pensando no pior e vivendo com medo de tudo. Esse sentimento foi parte de toda nossa evolução e nos fez prosperar como humanidade.

No entanto, é justo dizer então que aqueles que regularmente preveem o fim ou a morte de alguma coisa estão mais frequentemente errados do que certos. Talquei?

Alguns desses mensageiros preveem o fim da economia. Ou pelo menos eles tentam prever a próxima recessão ou crash.

Na maioria das vezes, sua taxa de sucesso é tão boa quanto a de Lutero, Napier, Jensen e Rasputin.

É claro que você pode dizer a mesma coisa várias vezes, e um dia poderá estar certo. E isso será suficiente para dizer que sua previsão foi correta, esquecendo todas as vezes que você esteve errado.

No quesito apocalipse, basta acertar uma vez para que nenhum erro anterior seja lembrado por ninguém, se é que me entende.

Do nosso lado, vivemos repetindo algo também, mas de forma consistente e sem tentar prever apocalipse algum.

Acredito que estamos diante daquelas oportunidades que acontecem apenas uma vez na vida e que vão deixar muitas pessoas arrependidas por não as terem aproveitado.

Os atuais preços do bitcoin e dos demais criptoativos vão ser usados como uma bela representação de um passado em que foi possível fazer fortuna sem precedentes depois da internet.

A verdadeira riqueza no universo cripto está cinco a dez anos à frente, mas ao longo do caminho vamos conseguir colher ótimos frutos.

E foi com ela em mente que fui atrás deste ativo  para compor seu portfólio cripto.