Crypto Talks

Varejo vendendo para institucional

Uma das coisas que acho mais fascinante no universo cripto é a inversão do fluxo de investidores que estamos vendo em vários protocolos.

Compartilhar artigo
Data de publicação
4 de agosto de 2021
Categoria
Crypto Talks

O JOGO MUDOU

Uma das coisas que acho mais fascinante no universo cripto é a inversão do fluxo de investidores que estamos vendo em vários protocolos.

Isso porque os investidores, ou nesse caso token holders, mais antigos são pessoas comuns que se envolveram com o protocolo muito cedo.

Já os investidores mais novos são os fundos de venture capital (VCs) que em alguma instância tiveram que comprar tokens de pessoas comuns.

Diferente do ciclo da internet, em que os VCs fechavam rodadas privadas e vendiam sua parte no IPO para as pessoas físicas, em cripto houve a inversão de quem compra de quem.

Se por um lado isso permite que qualquer pessoa que saiba inglês possa se envolver com alguma comunidade, comprar tokens e literalmente ficar rica, por outro assusta os fundos de risco.

Imagine como seria passar vergonha em um jogo em que a pessoa física está dando show. 

Esse risco de imagem é algo que nenhum engravatado que consegue falar meia dúzia de jargões financeiros quer passar, ainda mais perdendo dinheiro onde o João do fórum ficou rico.

E essa história de maior poder para as pessoas e menos para os fundos de VC ganhou um novo capítulo no mês passado.

Dois projetos bem conhecidos na comunidade cripto abriram discussões em fóruns do projeto para ofertar um percentual dos seus tokens em troca de financiamento.

A PoolTogether, loteria descentralizada, propôs uma captação de US$ 7 milhões com 35% de desconto sobre valor nominal dos tokens. 

A Sushiswap, corretora descentralizada, propôs um negócio de US$ 60 milhões com 20% a 30% de desconto sobre o token SUSHI nas mãos do time. 

Em ambos os processos, a comunidade se manifestou contra o negócio e os VCs tiveram que responder e em alguma medida diminuir o desconto e aumentar o período de lockup dos tokens.

Esses episódios são emblemáticos porque mostram como os projetos mais descentralizados atendem os interesses da comunidade e, em última instância, os VCs também. 

Isso pode ser transformador para os negócios que os projetos irão fechar no futuro e pode causar novamente uma sacudida em como os VCs se relacionam com o mercado cripto.

Além de ter medo de perder para o João do fórum, os fundos de risco agora terão que ouvir a opinião dele e até acatá-la.