Empiricus Play

Pra onde vai o preço do Bitcoin? | com André Franco

Para você que acabou de entrar no mercado de Bitcoins, está vendo o preço subir e descer e se perguntando “até onde o vai?”, André Franco, analista de Criptomoedas da Empiricus, chega com um palpite: 100 mil dólares ainda esse ano. E mais, 200 mil dólares no máximo do ciclo de alta atual.

Compartilhar artigo
Autor
Data de publicação
5 de fevereiro de 2021
Categoria
Empiricus Play

Conheça a série Exponecial Coins.​
Conheça a série Crypto Legacy.​

Para você que acabou de entrar no mercado de Bitcoins, está vendo o preço subir e descer e se perguntando “até onde o vai?”, André Franco, analista de Criptomoedas da Empiricus, chega com um palpite: 100 mil dólares ainda esse ano. E mais, 200 mil dólares no máximo do ciclo de alta atual.

Para entender o por que disso, André traz o estudos de Carlota Perez, especialista em tecnologia e autora de um livro que analisa todas as possibilidades disruptivas que existiram na nossa sociedade. E, segundo ela, todas passaram por 4 fases:
– Irrupção – surgimento da tecnologia;
– Frenesi – quando o capital institucional entra no mercado, joga os preços para cima e então, vem o CRASH – onde as pessoas começam a duvidar da nova tecnologia, os empreendedores que acreditam na ideia continuam investindo até a recomposição;
– Sinergia;
– Consolidação do mercado.

Juntando essas informações com o que já foi visto no mercado de Criptomoedas, tudo nos leva a crer que estamos no momento de frenesi. E para você que está vendo tudo isso: é hora de calma. Existem estratégias para aproveitar o momento e são elas:
– Dilatar o seu horizonte de tempo: é preciso compreender que ao entrar no mercado é preciso esperar minimamente 3 anos para pensar em tirar o seu dinheiro da alocação. Historicamente, vemos um padrão: em 3 anos a probalidade de ganhar dinheiro é de 99,86%;
– Comprar mês a mês: nesse caso, você pode diminuir o seu horizonte de tempo, mas precisa de muito mais atenção. Comprando uma vez por mês, sua chance de lucro em um ano é de 84%, em dois anos, 99% e em três anos, 100%.

Para finalizar, uma pergunta importante: qual é o melhor veículo de investimento? 

Provavelmente você já ouviu falar na possibilidade de comprar o ativo diretamente – a grande questão é que você precisa armazenar o ativo por conta própria. Existe também a carteira virtual, um app direto no seu celular, além da “Hard Wallet”, uma espécie de Pen-drive, mas que também demanda tempo e atenção. Por fim, o método mais seguro: terceirizar a custódia de forma especializada e profissional: FUNDOS DE INVESTIMENTO.

Com uma experiência parecida com a Bolsa tradicional, a Vitreo já disponibiza um Fundo especializado em Criptomoedas, e que você pode conhecer agora: https://vtro.io/cylTvL

Sobre o autor