Um mercado promissor: por que ter Cannabidiol na carteira?

Hoje o papo é de um mercado polêmico, mas que você deve dar atenção e segundo nosso analista, Enzo Pacheco, ter uma pontinha na sua carteira. 

Conheça a série As Melhores Ações do Mundo
Conheça a série Money Rider

Ao que tudo indica, o Senado Mexicano aprovará o uso recreativo da Cannabis. Se esse cenário realmente ocorrer, o México se tornará o maior mercado consumidor de Cannabis, atrás de Uruguai e Canadá.

Atualmente, o Canadá, principal mercado legalizado, movimentou 2,1 bilhões de dólares em 2020. Já os Estados Unidos, com sua particularidade de autonomia dos estados, movimentou 17,5 bilhões de dólares, sendo que 36 estados aprovam o uso medicinal e 15, o uso recreativo da Cannabis. E aqui, um dado interessante: na última pesquisa, 68% da população americana é favorável à legalização.

E mais, depois da gravação desse vídeo, o estado de Nova York aprovou a legalização do uso recreativo. A previsão é que esse mercado movimente 6 bilhões de dólares. A estimativa é que em 2025 os Estados Unidos tenha uma movimentação de 40 bilhões de dólares.

A partir daí, é possível chegar à conclusão de que é um mercado que está muito no começo e tem muito espaço para crescer. Comparando com dois segmentos, podemos chegar em uma estimativa do que acontecerá. Hoje, o segmento de tabaco movimenta 102 bilhões de dólares nos Estados Unidos, enquanto o de álcool, 233 bilhões.

Entretanto, é importante frisar que por ser um mercado incerto no Brasil, o ideal é ter apenas uma pequena parte do seu portfólio nesse segmento. Recentemente tivemos a legalização na venda das farmácias e no último trimestre, as empresas reportaram receitas maiores do que empresas consolidadas como Arezzo, Vivara, Petz, etc.

Apesar dos diversos riscos, o cenário é promissor, principalmente no exterior:
- Legalização a nível federal nos Estados Unidos;
- Safe Baking Act - instituições financeiras fornecerem serviços de produtos para as companhias de Cannabis. Hoje em dia, essas empresas não podem aceitar cartões de crédito e débito;
- Section 208E - não permite que empresas deduzam despesas para o gerenciamento dos negócios. Algumas delas já possuem margens muito boas, mas não conseguem debitar para pagar impostas. Se isso for esclarecido, poderemos ver uma nova alta nas ações;
- Diversos outros países podem seguir os passos do Canadá, Uruguai e México.