Times
Investimentos

Vivara (VIVA3) brilha no 3T23 e entrega performance excepcional de vendas mesmas lojas; linha Life é destaque

Os números de Vivara foram sólidos especialmente em comparação a um varejo que ainda não engrenou.

Por Richard Carboni Camargo

09 nov 2023, 09:56 - atualizado em 09 nov 2023, 09:59

VIVA3 Vivara
Imagem: Itajaí Shopping

Nesta manhã, a Vivara (VIVA3) divulgou seu resultado do 3T23, com números muito fortes, em linha com o esperado pelo mercado.

Receita líquida expandiu 16,4% contra o 3T22

No 3T23, a receita líquida totalizou R$ 457 milhões, um crescimento de 16,4% na comparação anual e marginalmente acima do esperado.

Entre os destaques estiveram a maturação das lojas da Life e uma performance excepcional em termos de vendas mesmas lojas (SSS), que cresceram 12,3% na comparação com 2022, incluindo-se o canal digital.

Sobre a Life, a joalheria de prata do grupo Vivara, as vendas cresceram 37% na comparação e foram abertas 14 novas lojas no 3T23. 

Resumo das vendas por canal da Vivara | Fonte: Companhia

No total já são 98 lojas, com representatividade de 32% das receitas totais do grupo, um aumento de 4 p.p na comparação anual.

Margens da Life melhores que da Vivara em geral

Como as margens da Life são melhores que da Vivara (em torno de 10 pontos percentuais a mais de margem bruta), o sucesso da linha foi acretivo para o grupo em termos de rentabilidade nos últimos trimestres. Com a maturação do parque e a base maior de lojas, o efeito positivo começa a ser diluído, ao menos nas comparações anuais.

No 3T23, o lucro bruto totalizou R$ 309 milhões, crescimento de 15% na comparação com o 3T22; a margem bruta foi de 67,6%, ou 0,8 ponto percentual inferior ao mesmo período de 2022.

Além do aumento na participação da Life no mix de vendas, em 2022 a Vivara concluiu a integração do processo de purificação de metais em sua planta de Manaus. Essa integração trouxe uma importante melhora nas margens, ao reduzir significativamente o nível de desperdícios.

Desde o último trimestre, porém, esse efeito está totalmente internalizado aos resultados e já deixa de ser notado nas comparações anuais.

Detalhes sobre o indicador vendas mesmas lojas (SSS)

Outro ponto importante de mencionarmos sobre a performance comercial da Vivara é o indicador de vendas mesmas lojas  (SSS, da sigla em inglês), que comentamos brevemente acima.

No 3T23, o SSS foi de 6,1% nas lojas físicas e 12,3% considerando-se também o e-commerce. Em nossa opinião, os números foram sólidos, especialmente se comparados a um varejo que ainda não engrenou.

Importante notar que,  com os investimentos cada vez maiores em omnicanalidade, é natural que a distância entre o SSS do e-commerce e das lojas físicas siga alta nos próximos anos.

Já em termos de abertura de lojas, o número líquido foi de 15 novas unidades no 3T23, sendo 14 novas lojas Life e 2 da flagship Vivara, além do fechamento de um quiosque da companhia (esse formato de loja tem sido aos poucos descontinuado). No total, a companhia encerrou o trimestre com 372 lojas abertas.

Crescimento do parque de lojas da Vivara desde 2021
Crescimento do parque de lojas da Vivara desde 2021 | Fonte: Companhia

No release de resultados, a companhia reforçou o guidance de 2023, com aberturas previstas entre 55 e 65 lojas ao total. Oito novas unidades foram inauguradas em outubro e a companhia tem planos de inaugurar cerca de mais de 15 unidades entre novembro e dezembro, que é tradicionalmente o período de vendas mais forte do ano para a Vivara.

Lucro líquido de Vivara cresceu 12% na comparação anual

O bom trimestre se traduziu num lucro líquido de R$ 76,5 milhões, (crescimento de 12% na comparação anual) equivalente a uma margem líquida de 16,7%.

Em termos de participação de mercado, a companhia encerrou o 3T23 com 18,8% de market share no setor brasileiro de joias, apresentando 1,9 p.p. de expansão comparado a setembro de 2022 e 0,5 p.p versus o último trimestre; esse market share é constituído de uma participação de 9,4% para a categoria de Joias Vivara, 6,6% Life e 2,8% de outras categorias.

Se comparado ao 2T23, a Vivara ganhou mercado nas três categorias mencionadas acima. A dominância da marca no setor de joias vem aumentando consideravelmente nos últimos 3 anos.

Negociada a cerca de 13,5x os lucros estimados para 2024,  as ações de Vivara (VIVA3) fazem parte das recomendações da Empiricus Research.

Economista formado pela Universidade de São Paulo (FEA-USP), é analista de ações certificado pelo CNPI, especialista no setor de tecnologia, com foco em ações internacionais. Está na Empiricus há 5 anos, onde é responsável por relatórios nacionais e internacionais, como o MoneyBets Revolution, um portfólio de teses especulativas em segmentos como healthtech, energia sustentável, software e games. Antes da Empiricus, trabalhou por 5 anos no setor de tecnologia.