Times
Renda Fixa

Tesouro IPCA+: vale a pena investir? Saiba como funciona esse título do Tesouro

O Tesouro IPCA é um título do Tesouro Direto tem sua rentabilidade atrelada a um índice de inflação. Saiba melhor como o Tesouro IPCA funciona.

Por Equipe Empiricus

14 de setembro de 2022, 09:39

Imagem representando o Tesouro IPCA, mostrando um gráfico crescente sendo analisado por pessoas

Sabia que é possível começar a investir no tesouro IPCA com apenas 30 reais? Esse é um dos investimentos mais simples e seguros do mercado.

O IPCA pode ter bons rendimentos e existem vários títulos para você escolher. Neste texto, vamos abordar seus principais conceitos, explicando os tipos, taxas, rentabilidade e formas de investir.

O que é Tesouro IPCA?

O Tesouro IPCA+ (anteriormente conhecido como NTN-B) é um título público emitido pelo Tesouro Nacional. Ele é considerado um investimento de renda fixa e recebeu esse nome por ter o rendimento atrelado ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que é o principal indicador da inflação no Brasil).

Além disso, o Tesouro IPCA possui uma outra taxa fixa de juros, que é determinada de acordo com o tempo da aplicação. Basicamente, você está emprestando dinheiro ao governo, que vai usá-lo para investir em áreas como saúde, educação e infraestrutura.

O Tesouro Direto surgiu em 2002 e tornou-se uma forma de investimento lucrativa e segura para épocas em que a inflação está alta.

Como é calculado o IPCA?

O índice oficial da inflação no Brasil é calculado por meio da média ponderada de algumas centenas de produtos e serviços. São verificados pelo IBGE cerca de 400 mil preços em 30 mil estabelecimentos mensalmente.

Com esses dados é feito uma comparação com períodos anteriores para verificar se os preços subiram ou caíram, permitindo que o governo crie uma proteção para a inflação, impedindo que ela atinja patamares muito elevados. Por ser um indicador econômico tão importante, o IPCA é constantemente atrelado a investimentos.

Como funciona o Tesouro IPCA+?

O funcionamento do Tesouro IPCA é simples e similar a outros investimentos. Você compra o título público do Governo Federal e já sabe de antemão quando será feito o resgate.

Nesse meio tempo, o governo usa o dinheiro em áreas cruciais de nossa sociedade. Quando chegar a hora do pagamento, o valor é devolvido com juros referente ao tempo de empréstimo.

Rentabilidade do Tesouro IPCA+

A rentabilidade do Tesouro IPCA ocorre de forma híbrida, ou seja, ela tem uma taxa pré-fixada e outra pós-fixada:

  • Pré-fixada: quando você adquire um desses títulos, consegue ver imediatamente uma taxa de rendimento que será fixa durante todo o período em que o dinheiro estiver aplicado, o que permite que você se planeje melhor e possa fazer planos concretos com aquele dinheiro;
  • Pós-fixada: é a taxa que vai variar por todo o período, podendo aumentar ou diminuir de acordo com a situação econômica. Neste caso, a taxa é o IPCA. O formato é adequado para quem quer se arriscar um pouco mais apostando na alta da inflação. Assim, se o índice subir, seus rendimentos serão maiores. Mas, também pode acontecer de os lucros diminuírem com a queda da taxa.

VEJA TAMBÉM: Grupo VIP no Whatsapp traz oportunidades ‘secretas’ de renda fixa com retornos de até 16% a. a. Acesse aqui.

Vencimento do Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA é um investimento de médio e longo prazo. Atualmente, no site do Tesouro Nacional, há títulos com vencimentos que iniciam em 2026 e vão até 2055.

O tempo em que vai deixar seu dinheiro investido irá depender do seu objetivo final.

Liquidez do Tesouro IPCA+

A liquidez do Tesouro IPCA é diária, o que quer dizer que o rendimento é atualizado todos os dias.

Você não precisa esperar até o fim da validade para resgatar o dinheiro. Na verdade, é possível retirá-lo quando desejar, desde que a solicitação seja feita em dias úteis das 9h30 às 18h.

Algumas pessoas decidem por retirar o dinheiro antes, quando a rentabilidade está alta e há expectativa de que o IPCA vai cair.

Essa flexibilidade faz com que o Tesouro IPCA seja um dos investimentos preferidos de quem está começando na área e tem um perfil mais conservador.

Tributação do Tesouro IPCA+

A tributação de IOF no Tesouro IPCA ocorre apenas nos casos em que o investidor decide tirar o seu investimento antes de completar 30 dias.

Já o IR (Imposto de renda) incide sobre todos os títulos do Tesouro. A boa notícia é que a tributação é decrescente, ou seja, quanto maior o tempo de investimento, menor será o imposto. Você pode conferir mais detalhes na tabela abaixo.

Taxa de IRPrazo
22,5%Até 180 dias
20%Entre 181 e 360 dias
17,5%Entre 361 e 720 dias
15%Acima de 720 dias

Taxas do Tesouro IPCA+

Para manter seu investimento, aquele que comprar um título do Tesouro IPCA precisa arcar com algumas taxas.

A primeira é a taxa de custódia cobrada pela bolsa brasileira (B3) para proteger e fazer toda a movimentação do investimento. Essa taxa é fixa, de 0,20% sobre o total investido.

A cobrança ocorre duas vezes ao ano, geralmente em janeiro e julho, sendo 0,10% de cada vez.

A segunda taxa que pode ser cobrada é da corretora que intermediou a negociação. Nesse caso, não há um valor exato, já que cada empresa pode definir quanto irá cobrar. Muitas até isentam os clientes dessa taxa.

  • Você pode ganhar até 16% a.a. com a renda fixa, investindo nos títulos certos. Caso queira ser avisado sobre as ofertas mais rentáveis, entre na comunidade gratuita da Empiricus Investimentos e receba os alertas diretamente no seu WhatsApp. Clique aqui para liberar seu acesso. 

Riscos do Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA é um investimento extremamente seguro. Dificilmente você vai ficar sem receber, pois o governo garante a quitação do título, mesmo não havendo proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Ainda assim, podemos destacar dois riscos desse tipo de investimento:

  • Embora seja mínimo, há uma chance de que, devido a alguma situação inesperada, o governo não honre com os seus pagamentos;
  • O segundo risco é o de mercado, e deve ser considerado com mais cuidado. Pois, pode ser que os índices do IPCA não atinjam os patamares esperados e você receba bem menos do que havia previsto.

Títulos do Tesouro IPCA+ disponíveis

Atualmente há dois tipos de Tesouro IPCA disponíveis. Ambos contam com os mesmos níveis de segurança e são muito interessantes para investidores com um perfil conservador, mas possuem uma diferença crucial que será explicada abaixo.

Tesouro IPCA+

O Tesouro IPCA+ prevê a retirada dos valores apenas no fim do ciclo. Ou seja, a menos que você decida retirar o investimento em uma emergência, não há qualquer previsão de transferência de rentabilidade ou qualquer coisa do tipo.

O Investidor receberá o valor total e os juros quando ocorrer o vencimento do título.

Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais

O Tesouro IPCA+ com juros semestrais dá direito a sacar os rendimentos da aplicação a cada 6 meses. É uma ótima opção para quem deseja investir e obter algum retorno a curto prazo.

Porém, é importante ressaltar que será cobrado imposto de renda sob esses saques semestrais.

Outros títulos do Tesouro Nacional

Além do IPCA, o Tesouro Nacional também oferece outros dois tipos de renda fixa que são extremamente interessantes para os investidores iniciantes.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic tem um funcionamento extremamente semelhante ao Tesouro IPCA, mas nesse caso a taxa principal de juros é a Selic acrescida de um valor fixo.

Os prazos do investimento variam. Atualmente, é possível encontrar títulos com vencimento para 2025 e 2027.

Tesouro Prefixado

Como o próprio nome sugere, com o Tesouro Prefixado você já sabe exatamente quanto vai receber no final do investimento, pois a taxa é fixa e não está atrelada a índices como IPCA e Selic.

Esse título é muito usado para juntar o dinheiro necessário para comprar algo. Pois, ele rende mais que a poupança e de forma extremamente segura.

Como investir no Tesouro IPCA?

Para começar a investir no Tesouro IPCA com toda a segurança, o primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora. Há diversas opções no mercado que oferecem essa intermediação entre você e o Tesouro Direto.

Mas, para escolher a melhor opção, atente-se às taxas cobradas pela instituição, pois elas podem levar uma boa parte dos seus lucros. Dê preferência a corretoras que não cobram corretagem para esse tipo de transação.

Depois de escolher a empresa de sua confiança, abra sua conta, faça um aporte e adquira seu título pelo site ou aplicativo da instituição.

As corretoras fazem um teste de perfil assim que o cliente é registrado. Após responder algumas perguntas, você fica sabendo qual é o seu perfil de investidor e qual Tesouro IPCA é o melhor para você.

Vale a pena investir no Tesouro IPCA?

Sim. O Tesouro IPCA permite que você diversifique sua carteira e corra poucos riscos. Por isso, é altamente indicado para quem tem um perfil conservador. Além disso, podemos destacar outras vantagens desses títulos:

  • Há duas possibilidades de investir no Tesouro IPCA, ambas são seguras e você pode escolher de acordo com seus objetivos;
  • O investimento inicial é extremamente baixo. É possível começar a investir com apenas 30 reais;
  • É possível retirar o investimento quando quiser.

Para escolher o melhor momento de investir no Tesouro IPCA, você precisa analisar o mercado de forma mais profunda, assim é possível ter uma perspectiva das variações do índice e uma projeção mais realista do rendimento final.

Épocas em que há uma projeção de alta da inflação são as melhores para embarcar no Tesouro IPCA. Mesmo sendo mais apreciado pelos investidores conservadores, não há qualquer impedimento para que moderados e arrojados também diversifiquem suas carteiras com esse título.

Agora que você já sabe como funciona o investimento em Tesouro IPCA, que tal ter acesso a títulos de renda fixa ‘premium’? Você pode receber as melhores ofertas diariamente, direto no seu WhatsApp, assim que elas ficarem disponíveis. É totalmente gratuito. CADASTRE-SE AQUI

Sobre o autor

Equipe Empiricus

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.