Empiricus Play

FIIs: Saiba a previsão para o mercado imobiliário em 2022

Acompanhe as orientações do analista Caio Araújo para os fundos imobiliários em 2022

Compartilhar artigo
Data de publicação
11 de janeiro de 2022
Categoria
Empiricus Play

O ano de 2022 acaba de iniciar, e para o especialista em Renda Imobiliária da Empiricus, Caio Araújo, os próximos 12 meses serão desafiadores para os fundos imobiliários (FIIs), mas com possíveis oportunidades para longo prazo

Dezembro de 2021, foi um mês positivo para os fundos imobiliários, o IFIX (Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários) quase chegou a marca dos 9% dando um respiro para os investidores.

Já para 2022, Caio, vê uma boa retomada para o mercado, ele avalia que esse início de ano pode apresentar oportunidades para classe imobiliária, tendo em vista o período de incertezas que o nicho vinha passando, devido a política americana e a alta da taxa de juros (Selic). 

O especialista ressalta que existe uma competição entre a Renda Fixa e a Renda Imobiliária, o que acabou prejudicando alguns fundos do segmento imobiliário por conta do aumento da taxa Selic.

Fazendo um paralelo aos resultados apresentados em 2021, Araújo, diz que sem dúvidas o ano foi positivo para os FIIs de crédito, que apresentaram o melhor desempenho nos últimos meses e acredita que isso ainda pode continuar por mais alguns meses.

Fundos promissores para 2022

Para essa retomada aos trabalhos, Caio Araújo, destacou alguns FIIs que ele considera promissores em 2022. Veja quais são:

Lajes corporativas

Com a alta da vacância (condição ou estado) por conta da Covid-19 e crise financeira nas empresas, os ativos ficaram pouco visados nos últimos tempos, o que agora pode ser diferente. 

Caio acredita que com a vacância em níveis historicamente altas, as empresas devem voltar  a ativa, trazendo uma redução ao indicador (vacância) e oferecendo um cenário positivo para os fundos de laje.

RCRB11- Rio Bravo Renda Corporativa

Fundo de lajes corporativas, com uma pegada mais arrojada, pulverizado e com ativos bem localizados, sendo quase 40% na região da Avenida Paulista e Faria Lima. Caio enxerga potencial para esse fundo, considerando que ele tem menor vacância, comparado aos outros.

Galpões logísticos

Caio Araujo vê os galpões logísticos com bons olhos, para ele, em geral, esses fundos estão com um nível baixo de vacância e ainda existe muita demanda para essa categoria.

HSLG11- HSI Logistica

Fundo com liquidez um pouco mais restrita, que possui 5 ativos em carteira, sendo que um deles é destinado a gerar um alto ganho de capital até o ano que vem. Esse fundo imobiliário tem ativos perto das grandes capitais e, para Caio Araújo, existe um potencial de rendimento de 12% nos próximos doze meses.

Fundos de Crédito

Foram os vencedores de 2021, principalmente os FIIs  indexados ao IPCA, que fechou 2021 em 10,06% e ao CDI, que também subiu no ano. Dado a capacidade de pagar proventos quase que imediatos, para 2022, Araújo acredita que os fundos de crédito continuarão em alta, com capacidade para bons rendimentos.

RBRR11-  Rendimento High Grade

Fundo de alta qualidade de crédito, tem operações com  empresas famosas e de grande destaque. Além de o  portfólio desse FII ser bem equilibrado, também proporciona uma boa diversificação de setores. O RBRR11 já entregou 11% em 2021, e para Caio Araújo ele continua com bom potencial para entregar rendimentos ainda melhores em 2022.

Todas essas análises de cenário você pode acompanhar na íntegra assistindo ao vídeo acima.

Sobre o autor
Pompeu Filho