Empiricus Play

Investir em e-commerce em 2021. Ainda vale a pena?

Atendendo a pedidos, Fernando Ferrer voltou para falar sobre o mercado de e-commerce, que vem crescendo cada vez mais, principalmente em 2020, por conta da pandemia.

Compartilhar artigo
Data de publicação
22 de março de 2021
Categoria
Empiricus Play

CONHEÇA A CARTEIRA EMPIRICUS 

Será que esse crescimento vai continuar? Ainda vale a pena investir neste segmento? Confira no vídeo de hoje!

Para facilitar para você, trouxemos 4 gráficos que sumarizam o que pensamos do mercado de e-commerce e quais as nossas perspectivas para ele. Pra começar, apresentamos um gráfico que apresenta a estimativa de crescimento deste setor, que vem crescendo desde 2016 e deu grande salto em 2020. A partir disso vem uma estimativa para os próximos anos, podendo chegar aos R$271 bilhões em 2023. Na nossa visão, estamos em um ponto de inflexão muito grande, em que a digitalização passa a ser um fator determinante para a geração de valor das empresas, já que ele une preço, serviço e comodidade para o cliente. 

Já no gráfico 2, apresentamos a estimativa de penetração do e-commerce no Brasil, que mostra a participação deste segmento no mercado de varejo. Assim como no gráfico anterior, o e-commerce vem crescendo pouco a pouco desde 2016, mas foi em 2020 que ele impulsionou de verdade. Agora este setor já representa mais de 10% do mercado de varejo e a expectativa é que este número continue subindo. Mas mesmo com todo esse crescimento, vale lembrar que o Brasil ainda tem um mercado de e-commerce pequeno comparado a outros países. Se olharmos para a China, este segmento já representa 30% do mercado, enquanto nos Estados Unidos, representa 20%. Mas o que isso significa? Que estamos crescendo, mas a oportunidade ainda é enorme. 

Agora no gráfico 3, mostramos o crescimento do e-commerce e das vendas do varejo no Brasil. Enquanto o e-commerce vem crescendo desde o primeiro trimestre de 2018, o varejo em si já não cresce tanto. Para entender melhor porque isso está acontecendo, trouxemos mais alguns dados sobre o consumo do brasileiro para ficar mais fácil de entender:

 º 2º País em número de usuários no Instagram e no Pinterest.

º 3º Maior em número de usuários no Facebook e LinkedIn. 

º São Paulo é a cidade com o maior número de motoristas de Uber no mundo.

º O País com maior influência de língua não inglesa no Netflix. 

O que isso tudo mostra? Que o brasileiro tem disponibilidade para usar cada vez mais canais digitais, o que ajuda a acelerar o nosso setor de e-commerce. 

Por fim, nosso último gráfico mostra a evolução da participação de mercado dos principais e-commerces do Brasil. No gráfico, dá pra notar que embora todas as principais empresas deste segmento estejam crescendo, possivelmente o Mercado Livre e a Magazine Luiza ganhem espaço no mercado e passem gigantes do ramo, como a B2W e a ViaVarejo. Outro ponto importante é entender o que essas companhias estão fazendo para crescer e quais são suas palavras chaves para explorar ainda mais este setor, dá uma olhadinha:

º Recorrência: o que fazer para aumentar a vontade que o cliente tem de usar o meu e-commerce?

º Fidelização: como fidelizar o cliente e fazer com que ele opte sempre pela sua empresa?

º Experiência: melhorias contínuas na plataforma, para tornar a compra cada vez mais rápida e satisfatória. 

Ou seja: este segmento está crescendo, tem  oportunidades de sobra e as empresas estão aproveitando cada vez mais. Para saber como aproveitar este crescimento do mercado de E-commerce, confira a Carteira Empiricus: https://emprc.us/CpTZYX​.

Se interessou pelo assunto? Não perca nossa live, dia 24/03, aqui no Youtube! Inscreva-se e ative o sininho para não perder. ?