Vale a pena comprar ações da BR Distribuidora (BRDT3)?

A história da empresa mudou desde 2019, mas ainda é cedo para cravar que se trata de uma grande oportunidade
Vale a pena comprar ações da BR Distribuidora (BRDT3)?

A BR Distribuidora (BRDT3) ainda não está nas nossas carteiras As Melhores Ações da Bolsa nem Oportunidades de Uma Vida, mas a empresa está melhorando bem.

A grande virada ocorreu em 2019. A Petrobras vendeu mais de 30% da sua participação na empresa, o que fez com que na prática o antigo braço de distribuição da petroleira estatal fosse privatizado.

Deixar de ser estatal abriu uma rodovia no caminho da BR. A sua rentabilidade sempre foi menor do que a dos concorrentes Ipiranga e Raízen. Agora, com corte de custos promovidos por um time de gestão eficiente, isso está mudando.

Há ainda um ativo adicional dentro da BR: a rede de loja de conveniência BR Mania, que eventualmente poderia ser até vendida.

Um problema é que, nos últimos anos, as distribuidoras de bandeira branca, ou seja, aquelas independentes, ganharam bastante mercado, como você pode ver no gráfico abaixo. Uma das razões é a crise econômica, já que os postos “sem marca” costumam vender mais barato.

É preciso ver onde isso vai dar. Por enquanto, a tese de investimentos ainda não é das mais sólidas.

“Se a empresa for bem-sucedida nas próximas etapas, porém, abre-se um caminho bastante interessante para o ativo”, escreve o sócio da Empiricus Max Bohm.

Se você quiser mais informações sobre esta e outras ações, incluindo relatórios completos, números detalhados, gráficos e projeções, além de carteiras completas, conheça a série Ações Exponenciais e nossos outros produtos clicando aqui.