Times
Empresas

Cooperativas de crédito: entenda o que são, o que fazer e como funcionam esses instituições

As cooperativas de crédito são instituições formadas por um grupo de pessoas que possuem o mesmo objetivo. Saiba como funcionam as cooperativas de crédito.

Por Equipe Empiricus

29 fev 2024, 15:14 - atualizado em 29 fev 2024, 15:15

Imagem representando as cooperativas de crédito, que são instituições financeiras regulamentadas pelo Banco Central e formadas por um grupo de pessoas que se associam.
Cooperativas de Credito

Muito parecidas com bancos, as cooperativas de crédito são instituições financeiras que chamam a atenção de investidores e até mesmo pessoas em busca de crédito.

Sendo assim, entender como funcionam as cooperativas de crédito é um passo essencial para decidir se vale ou não a pena aderir a uma delas.

O que são cooperativas de crédito?

As cooperativas de crédito são instituições financeiras regulamentadas pelo Banco Central e formadas por um grupo de pessoas que se associam para oferecer serviços financeiros mutuamente benéficos aos seus membros.

Diferentemente dos bancos tradicionais, que visam o lucro e têm acionistas, as cooperativas são organizações sem fins lucrativos, onde cada membro é ao mesmo tempo um dono e um cliente.

Os membros depositam seu dinheiro na cooperativa, que então pode oferecer empréstimos, poupança, contas correntes e outros serviços financeiros com taxas geralmente mais baixas do que as oferecidas pelos bancos comerciais.

Um aspecto central é a governança democrática. Dependendo do formato, como no caso das cooperativas singulares, cada membro tem direito a um voto nas decisões, independentemente do montante de dinheiro que têm investido nela.

Isso promove uma gestão focada nas necessidades e interesses dos membros, em vez de maximizar os lucros. Além disso, as cooperativas frequentemente promovem a educação financeira entre seus membros e investem em projetos que beneficiam a comunidade local.

Quais os tipos de cooperativas de crédito?

As cooperativas de crédito são organizadas em diferentes níveis estruturais, cada um com funções e responsabilidades específicas no mercado de capitais. Dentre os principais tipos estão:

  • cooperativas singulares;
  • centrais ou federações de cooperativas;
  • confederações de cooperativas centrais.

Cooperativas singulares

São o nível mais básico e fundamental nas cooperativas de crédito. Estas são entidades autônomas formadas por um grupo de pessoas que se associam para atender suas necessidades financeiras.

Os membros, que compartilham algo em comum, contribuem com capital e utilizam os serviços. As decisões são tomadas democraticamente e os benefícios são distribuídos entre os membros proporcionalmente às suas transações com a cooperativa.

Dentro das cooperativas singulares existem outros subtipos como crédito mútuo, crédito rural e livre admissão, sendo que elas podem ainda ser classificadas em plena, clássica, capital e empréstimos.

Centrais ou federações de cooperativas

São organizações formadas pela união de, no mínimo, três cooperativas singulares. Estas entidades oferecem suporte às suas cooperativas membros, como serviços administrativos, financeiros, de treinamento e assistência técnica.

Elas também podem representar as cooperativas singulares perante o governo e outras entidades, além de facilitar a interação e a colaboração entre as cooperativas membros. 

Uma federação ou central pode, por exemplo, prover acesso a recursos financeiros mais amplos ou a tecnologias avançadas, que individualmente as cooperativas singulares não conseguiriam.

Confederações de cooperativas centrais

São o nível mais alto na estrutura das cooperativas de crédito. Elas são formadas por várias centrais ou federações de cooperativas e têm como objetivo coordenar e integrar as atividades em um nível nacional ou até mesmo internacional.

As confederações trabalham para defender os interesses do setor cooperativo de crédito, promovendo políticas favoráveis, facilitando o cumprimento de regulamentações e proporcionando uma plataforma para compartilhar conhecimentos.

Quais as vantagens das cooperativas de crédito?

Por serem organizações sem fins lucrativos e centradas nos membros, geralmente oferecem taxas de juros mais baixas em empréstimos e melhores rendimentos em contas de poupança e investimentos em renda fixa.

Além disso, as taxas de serviço costumam ser menores e o atendimento ao cliente é frequentemente mais personalizado e voltado para as necessidades específicas dos membros.

Outra vantagem significativa é que as cooperativas desempenham um papel ativo no desenvolvimento econômico e social das comunidades onde estão inseridas.

Ainda existe a possibilidade de se ter a participação nas sobras do capital da cooperativa, todavia, para ter acesso a esse capital é preciso ter realizado várias operações anteriormente.

Vale destacar que as aplicações financeiras que são feitas pelos associados contam com a proteção do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito que possui o mesmo limite de garantias tradicionais oferecidas pelo FGC.

Vale a pena aderir a uma cooperativa de crédito?

A adesão a uma cooperativa de crédito pode ser uma decisão vantajosa para muitas pessoas, especialmente para aquelas que buscam uma abordagem mais personalizada e participativa em relação aos seus serviços financeiros.

Essa sensação de pertencimento e a capacidade de influenciar a direção da cooperativa podem ser particularmente atraentes para aqueles que desejam mais controle sobre suas finanças.

Por último, as cooperativas de crédito desempenham um papel significativo no apoio às comunidades locais, investindo em educação financeira, apoiando negócios locais e participando de projetos comunitários.

Portanto, a adesão às cooperativas pode ser uma boa escolha para quem está em busca de ter acesso a crédito de forma mais exclusiva e participativa.

Foi possível entender o que são cooperativas de crédito? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe essa matéria com seus amigos nas suas redes sociais.

Quais são as cooperativas de crédito?

As cooperativas de crédito são instituições financeiras formadas por um grupo de pessoas que se associam com o objetivo de oferecer serviços financeiros mutuamente benéficos a seus membros. São entidades sem fins lucrativos, onde os membros são simultaneamente donos e usuários dos serviços, como empréstimos, poupança e contas correntes.

Como funciona o sistema de cooperativa de crédito?

Em uma cooperativa de crédito, os membros contribuem com capital e utilizam os serviços financeiros oferecidos. As cooperativas oferecem serviços similares aos bancos, como empréstimos e contas de poupança, mas com a vantagem de taxas mais baixas e um enfoque mais voltado para as necessidades dos membros.

Qual melhor banco cooperativa de crédito?

A escolha da melhor cooperativa de crédito depende das necessidades e preferências individuais. É importante considerar fatores como a localização, os serviços oferecidos, taxas, acessibilidade e a qualidade do atendimento ao cliente.

Quais as melhores cooperativas de crédito do Brasil?

Algumas das mais conhecidas são o Sicredi, o Sicoob e o Unicred. Estas cooperativas são reconhecidas por seu amplo alcance, variedade de serviços e forte presença comunitária. Entretanto, a melhor escolha depende das necessidades específicas de cada pessoa.

Qual a vantagem de uma cooperativa de crédito?

As principais vantagens de uma cooperativa de crédito incluem taxas de juros mais baixas em empréstimos, melhores rendimentos em poupança, taxas de serviço reduzidas e um atendimento mais personalizado.

Sobre o autor

Equipe Empiricus

A maior equipe de análise de investimentos do Brasil, 100% dedicada a te ajudar a encontrar as melhores oportunidades de investimento.