Bettina Responde

Por que eu preciso da COVARIÂNCIA NEGATIVA? | com Bettina Rudolph

O mundo financeiro é cheio de termos e conceitos complicados, né? Mas para nós da Empiricus, nada do mundo financeiro deveria ser difícil de entender.

Compartilhar artigo
Autor
Data de publicação
12 de março de 2021
Categoria
Bettina Responde

O mundo financeiro é cheio de termos e conceitos complicados, né? Mas para nós da Empiricus, nada do mundo financeiro deveria ser difícil de entender. Por esse motivo, Bettina Rudolph apresenta o nosso novo quadro: “Metaforando”, onde ela vai falar sobre conceitos importantes para o seu dinheiro, de forma simplificada. 

Pra começar com o pé direito, trouxemos um termo super relevante para você controlar o risco da sua carteira de investimentos: Covariância Negativa. Parece complicado? Relaxa, a Bettina descomplica pra você. 

Covariância é o termo que o mercado usa para dizer qual pode ser o comportamento de um ativo X, em relação ao comportamento de um ativo Y. Ela mostra a relação em que esses dois ativos se movem, podendo ser positivas ou negativas. Se for positivo, significa que ambos podem subir e cair juntos, e quando negativo, o ativo X se movimenta de forma oposta ao Y. 

Mas como é medida essa relação entre ativos? Tem que ser exato ou pode variar? Para isso, existe a correlação, que serve para medir a força da relação entre estes dois ativos. Essa medida estatística varia de -1 até +1, abaixo de zero é uma correlação negativa e acima é uma correlação positiva, e se der zero, é uma correlação nula. 

Agora que você já entendeu o que significa, por que esse termo é importante para você? A covariância prova a importância de uma carteira diversificada, em outras palavras, que os ativos sejam descorrelacionados. Isso evita riscos e aumenta as suas chances de ter bons retornos.

Historicamente, o Ibovespa e o dólar possuem uma relação oposta, por isso é recomendado ter um pouco de dólar nos seus investimentos, por exemplo. Assim, quando a Bolsa cai por conta de uma alta no dólar, você se protege de danos maiores ao seu patrimônio, sem abrir mão de possíveis retornos. 

O mundo é cheio de incertezas e erros acontecem, por isso é importante seguir esse conceito em todos os tipos de investimento. Manter ativos diversos na carteira, é uma medida de segurança para os seus investimentos.

Sobre o autor