Times
Investimentos

RCRB11, VILG11 e HGPO11: veja as últimas notícias dos fundos imobiliários

Caio Araújo, analista da série Renda Imobiliária, apresenta as últimas notícias dos FIIs recomendados pela Empiricus

Por Caio Araújo

14 fev 2023, 12:59 - atualizado em 14 fev 2023, 12:59

RCRB11 fundos imobiliários FIIs

A seguir, apresentamos as últimas notícias referente aos fundos imobiliários (FIIs) recomendados na Empiricus.

#HGPO11: o CSHG Prime Offices assinou duas renovações de contratos, uma no Edifício Metropolitan, que já impactou o resultado do fundo em janeiro, e outra no Platinum, ambas no valor de R$ 300 por metro quadrado. Além destas, há mais duas outras negociações em andamento que devem ficar neste patamar de preço. O aluguel médio do portfólio saltou para R$ 233 por metro quadrado.

#RCRB11: o Rio Bravo Renda Corporativa comunicou a locação de três conjuntos do Continental Square (SP) para a Elgin, equivalentes a uma área BOMA de mais de 1,6 mil metros quadrados, cerca de 21% da participação do fundo imobiliário no imóvel. Com a nova ocupação, a taxa de vacância física do portfólio do RCRB11 passa de 23,3% para 19,5%.

O contrato foi celebrado na modalidade típica com duração de 60 meses (5 anos), contados a partir do dia 20 de fevereiro, reajustado pelo IPCA. A negociação prevê descontos escalonados e carência inicial que cessará no início do próximo semestre. Após o período, a gestão estima um impacto positivo de R$ 0,06 por cota no resultado do fundo.

#VILG11: o fundo imobiliário Vinci Logística anunciou a troca da locatária Transmagna pela Movvi (antiga Meridional) no ativo Airport Town Guarulhos III (SP). O antigo contrato possuía vencimento em 2023, já o novo conta com vigência de 60 meses (5 anos). Além disso, foi celebrada a renovação por mais 12 meses com a Stock Tech (Comfrio), locatária do ativo Fernão Dias Business Park (MG), com novo vencimento para 2024. Com as atualizações nestes dois ativos, 65% dos contratos do fundo passam a ter seus términos programados a partir de 2026.

  • Dividendos de 10,7% em 2023: Conheça o fundo imobiliário que pode pagar dividendos acima da média da indústria e ainda ter uma valorização de dois dígitos em sua cota. Libere o nome clicando aqui.

Sobre o autor

Caio Araújo

Administrador de empresas formado pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV) e profissional da Empiricus Research desde 2016. Com certificação CNPI, é o analista de Real Estate e responsável pela série Renda Imobiliária, que atua no mercado de fundos de investimento imobiliários.